Calçadas “crateras” na Avenida Norte

Como costumo caminhar diariamente, cada dia por um roteiro diferente, hoje resolvi dar uma andada pela Avenida Norte, onde serviços de requalificação têm gerado muita polêmica. Mas como andante que sou, vivia me queixando das condições das calçadas ao longo  daquela via. Em bairros como Macaxeira, Casa Amarela e Santo Amaro, elas são um verdadeiro desastre: desníveis, buracos, chão de terra batida, falta de espaço para a pessoa caminhar.  Para que ninguém ache que é exagero meu, vejam só a galeria de fotos abaixo, que fiz em roteiro entre o Parque Urbano da Macaxeira e a BR-101.

Há alguns dias, a Emlurb divulgou que vai investir R$ 498 mil na requalificação das calçadas. Serão beneficiados 1,3 quilômetros. Mas aquela via possui nove quilômetros de extensão. Ou seja, pouco mais de 11 por cento terão direito à reforma, com prioridade para aquelas que ficam perto de paradas de ônibus. Calcula-se que cerca de 130 mil pessoas circulem pela Avenida Norte diariamente, inclusive para usar o transporte público. Equipar calçadas é para se aplaudir. Temos direito a calçadas seguras, largas, sombreadas, bem sinalizadas, o que não é tão comum assim no Recife. Mas se a polêmica requalificação no asfalto já gera insatisfação – inclusive com o pedido de interrupção da obra pelo Instituto Casa Amarela Saudável e Sustentável (Icass) – reforma nas calçadas também promete dar o que falar.

É que a julgar pelos pontos que ganharão calçadas restauradas, boa parte do pessoal que circula na Avenida Norte  ainda vai correr o risco de sofrer acidentes. Há trechos não contemplados que não possuem espaço para o pedestre, como é o caso daquele que fica próximo ao acesso à BR 101. Já tentei fazer esse percurso andando, mas desisti de voltar ao meu bairro – Apipucos – pela BR-101, porque não havia como ficar de  pé em trechos de calçadas quase na esquina onde se encontram as duas vias. A não ser que eu quisesse me arriscar pelo asfalto. Outro trecho esquecido pelo benefício é aquele que fica em frente ao Parque Urbano da Macaxeira, onde é preciso ter cuidado para não quebrar o pé. Porque cratera, ali é o que não falta. Do outro lado, onde ficam outras escolas públicas, inclusive do município, as calçadas também estão detonadas.

Leia também:
O canteiro da discórdia na Av. Norte 
Canteiros sem verde na Av.Norte
Sinalização irracional e poluição visual

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *