“Largo do Holandês” será revitalizado

Conhecido pelos mais antigos como Largo do Holandês, o  triângulo que fica na confluência entre as ruas Samuel de Santana (continuação da Harmonia) com a Flor de Santana, no bairro de Casa Forte, vai mudar. E a mudança começa no sábado (16). O terreno que mais parecia um areal e servia como depósito de lixo ganha cinco ipês, três craibeiras e uma série de flamboyanzinhos. As calçadas e muros receberão pinturas e, com isso, um novo e alegre colorido. A iniciativa decorre da mobilização de moradores daquele bairro da Zona Norte, através do Grupo Casa Forte Mais Segura. E vem se somar a outras intervenções realizadas na Zona Norte, por conta de ações coletivas dos moradores, diante do descontentamento com degradação de áreas públicas.

Na Zona Norte, dois exemplos de iniciativas do gênero que deram certo são:  a horta comunitária de Casa Amarela (que deu origem ao Instituto Casa Amarela Saudável e Sustentável – Icass) e o Jardim Secreto (que fica no Poço da Panela). O primeiro caso está em uma área próxima à Rua da Harmonia, banhada por um canal e que oficialmente seria destinada a uma praça naquele bairro, um dos mais populosos do Recife. Como o terreno começou a virar depósito de lixo, a população preferiu aproveitá-lo, com plantio de horta, flores e fruteiras. Já o Jardim Secreto é um terreno de 3 mil metros quadrados à margem do Rio Capibaribe, no Poço, que foi ocupado e revitalizado pelos moradores. Depois, chegou ajuda de órgãos oficiais. Hoje o terreno do Jardim Secreto é um dos pontos de convivência do Poço, e contribuiu para fortalecer o espírito comunitário dos moradores do bairro.

O Largo do Holandês fica às margens do Riacho Parnamirim, que – para muitos – não passa de um canal,  agora transformado em esgoto a céu aberto. Ele tem uma das margens ocupadas pela comunidade Lemos Torres, e ainda possui palafitas fincadas em seu leito. Mas, abandonado, o espaço virou ponto de descarte de lixo, mania dos “porcos” urbanos,  ou melhor, dos urbanos porcos, cada vez mais comuns no Recife.  Uma das articuladoras do movimento pela revitalização do Largo do holandês é a designer Gisela Abad. Ela lembra que além de ser uma importante área de acesso ao bairro de Casa Forte (inclusive à sua famosa Praça), o espaço tem história. É que ele foi utilizado pelos holandeses durante a Batalha de Casa Forte, no século 17, durante a época de ocupação flamenga no Recife. E também integra o imaginário popular, já que a história oral alimenta as lembranças de fantasmas e assombrações de pessoas que viveram ou transitaram ali naquela época. Há relatos de quem ouve barulho de correntes dos escravos. E também da visão de um holandês, com roupa de veludo, que seria o fantasma de um general morto ali na batalha.

Todas essas reminiscências serão lembradas no sábado, durante o mutirão que vai dar o pontapé inicial na revitalização daquela que é uma das áreas mais degradadas de Casa Forte. A ação tem apoio da Prefeitura, por intermédio da Emlurb e da Secretaria de Inovação Urbana do Recife. Esta aquela que é responsável pelo Programa Mais Vida nos Morros, que deu um novo colorido aos altos recifenses. Também estará no local uma representação do Inciti, que é um grupo de Pesquisa e Inovação para as Cidades (da Universidade Federal de Pernambuco). O Inciti vai auscultar a população e acompanhar a transformação do local, colhendo e dando sugestões, a exemplo do que ocorreu no Jardim Secreto e no Jardim do Baobá, nas Graças.  A população do Recife está sendo convidada a participar da intervenção, que tem início nesse sábado, 16. Vamos lá?

Leia também:
Sementes que brotam na Zona Norte
Isso não é um assalto, é horta no asfalto
Obras:População quer ser ouvida
História do Jardim Secreto para Crianças
Era um riacho, mas leito espesso parece asfalto
Riachos podem ser recuperados  
O Recife e os porcos urbanos
O porco bicho e os humanos porcos
O exemplo do Morro da Conceição

Texto e foto: Letícia Lins/ #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *