Parem de derrubar árvores (118)

No mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, o #OxeRecife cumpre o doloroso dever de computar mais uma vítima de arboricídio que toma conta das ruas, parques e jardins da nossa cidade. Mas esse tamborete que vocês observam aí na foto fica… nas areias da praia de Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

É bem pertinho do Edifício Acaiaca, que é tido como um dos pontos de “referência” da orla. A orla, aliás, está cada dia mais carente de árvores. E também de vegetação na areia, que contribuiria para evitar a erosão. Em algumas praias do Nordeste – como em Aracaju – os banhistas precisam utilizar passarelas, para chegar à praia. Com isso, livre de pisoteios, a vegetação rasteira é  preservada, prevenindo-se a praia da ação das ondas e ressacas.

No Recife, há trechos na areia de Boa Viagem onde a vegetação rasteira já se foi. E são justamente neles, que se observa as consequências da erosão. Há áreas, perto do terminal de Boa Viagem, onde o verde foi substituído pela aridez dos blocos de pedras para evitar que o calçadão e parte do asfalto cedam à ação do mar. E viva o verde. Que ele fique longe do arboricídio e da ação da motossera insana.

Leia também:
Exemplos de amor ao verde no Recife
Arboricídio mobiliza Câmara Municipal 
O Recife ganha 2000 árvores 

Texto e foto: Letícia Lins/ #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *