Estado de emergência em Pernambuco

Pernambuco está em estado emergência, devido à  crise dos combustíveis, provocada pelos caminhoneiros. Decreto nesse sentido foi assinado pelo Governador Paulo Câmara, na noite dessa sexta-feira. O Decreto 46.061 será publicado no Diário Oficial de amanhã, com o objetivo de garantir a distribuição de combustíveis, alimentos e insumos a entidades públicas e a segmentos da sociedade civil. E foi assinado no dia em que o gás começou a faltar em hospitais públicos no Recife, levando risco ao pacientes. E em que a Polícia Militar começou a enfrentar dificuldades para abastecer suas viaturas, para garantir a segurança da população.

Ele criticou a posição do Governo Federal de colocar os lucros da Petrobras à frente dos interesses da população.  Antes, justificou a emergência. “Tudo o que estiver dificultando o cumprimento das decisões judiciais, o abastecimento dos postos de gasolina, o abastecimento do ir e vir de mercadoria, será facilitado com ações que constam nesse decreto”, afirmou o governador Paulo Câmara, reforçando que os serviços estão sendo garantidos ao povo pernambucano. O socialista criticou a postura do Governo  com relação a concessões feitas aos grevistas – como isenções e reduções de impostos – que vão  prejudicar a economia dos Estados, que podem ter a prestação de serviços públicos prejudicada

”Não se pode resolver essas questões da forma que o Governo Federal quer resolver. Pernambuco sempre cuidou disso com muita responsabilidade, com muito planejamento, tanto é que o transporte público de passageiros tem o ICMS zero em relação ao combustível e ao diesel. E também é isento do ICMS para o frete interestadual. Não vamos, de maneira nenhuma, num momento crise que nós estamos passando, abrir mão de receita de Saúde, de Educação e de Segurança para garantir lucro da Petrobras. Pernambuco não iniciou esse movimento de alta de combustível. Foi a Petrobras que, sem diálogo, fez isso também no gás de cozinha”, asseverou.

Leia também:
Desabastecimento nas frotas públicas
Ônibus elétricos fazem falta no Recife
Recife sem R.U.A nem ciclofaixa

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *