A arte de Lasar Segall no Recife

Lasar Segall nasceu em 1889 em uma comunidade judaica na Lituânia e desenvolveu o interesse pelo desenho desde a infância. Teve destaque na arte moderna e foi considerado um representante das vanguardas europeias. Morreu em 1957, vítima de uma doença cardiovascular. Após 10 anos, sua casa na Vila Mariana, em São Paulo, foi transformada no Museu Lasar Segall. Parte do seu acervo pode ser visto no Recife, a partir dessa quarta-feira (23).

É que a Galeria de Artes Corbiniano Lins, que fica no Sesc Santo Amaro, expõe nada menos de 35 obras do artista, que foram produzidas entre 1913 e 1930.  São 16 gravuras em metal e 19 xilogravuras (com matriz em madeira). O nome da exposição é A Gravura de Lasar Segall: Poesia da Linha e do Corte. A mostra faz parte do projeto ArteSesc, e apresenta a vida e a obra do artista, famoso também suas pinturas, que retratam os movimentos Impressionista e expressionista. O vernissage acontece nesta quarta-feira (23/5), às 17h. A exposição possui a curadoria do Sesc nacional e do Museu Lasar Segall e apresenta duas fases do artista.

Retrata o período quando Segall morava em Berlim, na Alemanha, época que encontrou uma via de expressão pessoal, recorrendo ao metal. E também a chegada do pintor ao Brasil em 1912, entrando em contato com o Modernismo. Entre as obras em destaque, o público poderá conferir Mendigo (1913), Carnaval (1926), Casa do Mangue (1929), Cabeça de Negro (1929) e Emigrantes com Lua (1926). A vernissage ocorre às 17h.  A Gravura de Lasar Segall: Poesia da Linha e do Corte pode ser visitada gratuitamente até o dia 13 de julho, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados através de agendamento para grupos pelo telefone (81) 3216.1728. No estado, a mostra já passou pela cidade de Belo Jardim, no Agreste, e terá a sua próxima parada em Petrolina, no Sertão.

Leia também:
Estação das Artes no Sesc Piedade
Ação do Sesc já arrecadou 50.000 livros
Oficina de dança com muita ciência
Cícero Belmar fala dos seus livros no Rio
A saga dos santos resgatados
Sesc prorroga expô Mão Molenga

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Divulgação/ Sesc

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *