Obras recomeçam no Teatro do Parque

No último domingo, participei de uma caminhada do Projeto Olha! Recife, pelo Centro da Capital. E o roteiro incluiu a Rua do Hospício, no bairro da Boa Vista. Deu uma tristeza ver o Teatro do Parque, de portas fechadas. Modelo de teatro jardim raro no Brasil, a centenária casa de espetáculos fechou há oito anos. Sei que minha tristeza é compartilhado por todos os recifenses.  Então, fui saber como está a situação, junto à Prefeitura, que informou ao #OxeRecife que as obras de reforma e restauro da edificação foram retomadas na última quarta-feira, 2 de maio. E a previsão é que o teatro fique pronto no prazo de doze meses.

A expectativa é que o trabalho completo seja concluído em um ano, porque ao longo desse período deverão ser realizadas licitações para conclusão da boca de cena e da climatização. As duas iniciativas só podem ser implantadas, quando terminados os atuais serviços.  O processo de contratação da empresa vencedora da licitação para terminar as obras civis do Teatro foi concluído no final de abril.  O valor total para a continuidade dessa etapa é de R$ 5.652.904,38. “Trata-se de uma obra delicada que envolve não só a reforma, mas, também, o restauro de toda a estrutura predial. Este é um trabalho minucioso que envolveu estudos preliminares feitos pela equipe técnica do Gabinete de Projetos Especiais da Prefeitura, que conseguiu resgatar e registrar as características que o Teatro tinha em 1929”, informa, em nota, a Prefeitura.

Com seus camarotes em forma de ferradura e jardim interno, o Teatro do Parque fz falta Obra só termina em um ano.

“Dada a complexidade do trabalho que foi retomado neste mês de maio, a finalização das obras deverá acontecer no prazo de aproximadamente um ano”, completa. Lembra a Prefeitura que o Teatro do Parque “já vinha de um longo processo de degradação”.  É bom ressaltar, no entanto, que qualquer monumento sem manutenção adequada se degrada. E é isso que ocorre, no Recife, com nossas praças, pontes, monumentos, teatros. Então, o que faltou para o Teatro do Parque chegar a esse ponto?, fico me perguntando. Cuidado adequado, com certeza. “Em 2012 ele foi classificado como Imóvel Especial de Preservação (IEP) e teve a primeira etapa da sua intervenção realizada pela atual gestão, em 2013”, diz a nota enviada ao #OxeRecife, que para a primeira fase, a Prefeitura investiu R$ 1,1 milhão para sanar os problemas mais urgentes encontrados na estrutura da edificação.

“Com isso, foi possível cessar a degradação crescente que vinha acontecendo. Todo o madeiramento, além de telhas, calhas e rufo do telhado tiveram que ser substituídos. Tubulações e fiações das instalações elétricas também precisaram ser completamente refeitas, além das instalações hidro sanitárias e do sistema de drenagem do teatro”. Bela casa de espetáculos,  o Teatro do Parque tem mais de um século. Segundo  o Guia do Recife – Arquitetura e Paisagismo, a inauguração foi em 1915, tendo passado por restauração em 1988. São 1.500 metros quadrados de construção, com plateia e camarotes (em forma de ferradura). O Parque possui afrescos dos pintores Mário Nunes e Henrique Elliot. O fechamento do Teatro do Parque tem gerado protestos entre os meios artísticos, inclusive com as chamadas viradas culturais

Leia também:
Teatro do Parque tem virada cultural
Virada Cultural pelo Teatro do Parque
Conheça melhor o Teatro Santa Isabel

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / PCR

Compartilhe

Um comentário

  1. Esta é a “porta de entrada” do NE como as secretarias locais de Turismo adoram propagar!!! Se a porta de entrada já apresenta crateras em lugar de calçadas, escuridão tomando conta de pontes (observem a Ponte da Boa Vista à noite!) e de praças (sem falar da degradação à qual a gestão Geraldo Júlio as condenou, algumas, como a praça do antigo aeroporto, projetada por Burle Marx, é um breu só), pixações e degradação dos murais brennandianos (vejam o painel de azulejos criado por Brennand para o antigo prédio de A Primavera, no centro), imaginem como deve estar a sala deste lugar. Recife está concorrendo com as cidades vizinhas – Olinda, a pior delas – a título de cidade lixo!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *