Inscrições de artesãos para a Fenearte

Vem aí um dos maiores eventos de artesanato do país, que é a décima nona edição da Fenearte. E participar de uma feira tão mega como aquela, claro, não pode ser barato, principalmente para quem faz da atividade um pequeno negócio. Então, é seguir o que diz o sábio ditado: a união faz a força. É o que pretende fazer a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Recife, que está convocando artesãos vinculados ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Artesanato do Recife (Prodarte)  para que lá possam comercializar os seus produtos.

Assim, é possível participar. Mas para participar da Fenearte no estande da Prefeitura do Recife, é necessário que os profissionais façam inscrições na sala do Prodarte, localizada no térreo do edifício da Prefeitura do Recife, até o dia 18 de maio, das 8h às 12h e das 14h às 16h. Mas isso não é tudo. Cada artesão, deve levar entre três e cinco produtos, porque o trabalho será submetido a uma curadoria especializada. A Fenearte acontece de 4 a 15 de julho deste ano, no Centro de Convenções de Pernambuco. E gera muitos negócios.

O Prodarte foi criado em 1987  (através do Decreto pelo Decreto nº 13.894 / 1987 com o objetivo de fomentar o artesanato do Recife por meio do apoio aos artesãos cadastrados na Prefeitura, do fortalecimento da geração de renda e da divulgação cultural do município).  São cerca de mil artesãos cadastrados, que com apoio do sistema, participam sempre de feiras e ganham expositores em grandes festas populares, como São João e Carnaval. No caso da Fenearte, é bom caprichar nos trabalhos, porque a curadoria da Fenearte é rigorosa.  E embora haja mil cadastrados no Pordarte, apenas doze vagas estão reservadas no estande da Prefeitura na Fenearte. Quem precisar de mais informação, o telefone do Prodarte é 33558755.

Leia também:
Artesanato para o Dia das Mães
Jardim Botânico amplia serviços
Artesão tem chance no carnaval 
Compre a fantasia perto da folia
Presentes natalinos baratinhos
Fenearte também é ressocialização
Alunos de escola estadual de Bezerros desenvolvem aplicativo para Fenearte
As mulheres do crochê de Macaparana

Texto:  Leticia Lins / #OxeRecife
Foto: Andréa Rego Barros/ Divulgação/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *