Aprenda a adubar a horta urbana

Quem não gosta de ter uma hortinha no jardim, no quintal, ou mesmo na varanda do apartamento? Ou em espaços públicos que estavam sem uso? E se a horta for orgânica, melhor ainda. E o que fazer daquelas cascas de verduras, que terminam indo para o lixo e que poderiam servir de adubo? Um adubo feito em casa, sem ingredientes químicos. Quem quiser aprender, a hora é essa. É que para comemorar o Dia Nacional de Conservação do Solo, o Jardim Botânico e o Econúcleo Jaqueira realizam oficinas de compostagem, no sábado (14) e no domingo (15).  As aulas são gratuitas, e vão mostrar como se pode aproveitar o material orgânico para usar no plantio.

Esse composto pode ser aproveitado para enriquecer o solo de jardins, hortas e plantas, substituindo os tradicionais produtos químicos. No Econúcleo Jaqueira, as oficinas acontecem nos dois dias, pela manhã e à tarde, com uma média de 30 participantes. Já no JBR, a atividade será realizada apenas no domingo, às 10h30, sendo disponibilizadas 20 vagas. Em ambos os espaços públicos, administrados pela Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Recife, as inscrições para participar da programação acontecem no local, pouco antes do seu início. Existem duas formas de fazer a compostagem: com minhocas ou sem elas.

Tanto crianças quanto adultos podem participar de oficinas, para produção de adubo orgânico, na Jaqueira e no JBR.

No JBR, localizado no bairro do Curado, será demonstrada a maneira que não utiliza vermes, sendo o processo um pouco mais lento. Lá, o treinamento ocorrerá no auditório da reserva, sendo ministrado pelo pesquisador do Jardim Botânico, o biólogo Jerffeson Maciel. No Econúcleo Jaqueira, vai se mostrar como fazer a compostagem utilizando minhocas. Este é um processo mais rápido, também conhecido como vermicompostagem. Ele pode ser feito facilmente em casas e apartamentos, com o manuseio de composteiras domésticas. O resultado é um adubo orgânico, que fornece às plantas uma nutrição equilibrada e ainda as pode tornar mais resistente a doenças.

Além das oficinas de compostagem, há uma série de atividades neste final de semana, tanto no Parque da Jaqueira quanto no JBR. Há muitas pessoas que cultivam hortas domésticas, muitas vezes, em jarrinhos na cozinha. Já as hortas urbanas são uma tendência mundial. Além de alimentação saudável, elas proporcionam integração na comunidade. Exemplos disso são as do Jardim Secreto (no Poço da Panela) e a de Casa Amarela (no bairro do mesmo nome, e que tem apoio do Instituto Casa Amarela Saudável e Sustentável). O Icass, inclusive está promovendo um curso de horta urbana, com aulas no Sítio Trindade. Confira abaixo a programação da Jaqueira e do JBR, neste final de semana, quando qualquer pessoa pode aprender a fazer adubo em casa.

Leia também:
Sementes que brotam na Zona Norte
Curso de horta urbana no Sítio Trindade
“Isso não é um assalto, é horta no asfalto”

Serviço:
Econúcleo Jaqueira
Sábado – 14/04
09h – Apresentação do espaço com fantoches + Trilha Ambiental + Vemicompostagem
10h – Sala de ECOinteratividade: jogos digitais + Exibição de curtas ambientais + roda de conversa
11h – Vivência ambiental: ECOletando que preservamos
14h – Sala de ECOinteratividade: jogos digitais
15h – Trilha ambiental + vermicompostagem
16h – Terra e vida: oficina de mudas

Domingo – 15/04
09h – Grupo de meditação Sahaja Yoga
10h – O meio que se conta: “Senhor Baobá”
11h – Terra e vida: oficina sensorial com plantas medicinais
14h – Oficina de Vermicompostagem
15h – Patrulha da natureza + trilha ambiental + caça ao tesouro
16h – Com pet ao meio: Oficina de percussão com garrafa PET

JARDIM BOTÂNICO
Sábado – 14|04
09h – Vivências ambientais “Faço parte desse lugar”
11h – Cine ambiental: mostra de vídeos
13h30 – Vivências ambientais “Faço parte desse lugar”
15h30 – O som ao redor: vivências ambientais musicais

Domingo – 15/04
09h – Caminhada Ecológica: descobrindo as árvores do Jardim
10h30 – Oficina de compostagem, no auditório, com o biólogo Jefferson Maciel
10h30 – Resíduo nos eixos: oficina de malabares, no econúcleo
13h30 – Acolhimento com música
14h – Vivências ambientais: “pintando com a natureza”
15h – Histórias cantaroladas

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Henrique Santos/ Cortesia (Jardim Secreto) e Divulgação/ PCR 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *