Adiado plantio próximo ao Forte do Brum

Que peeeeeeeeeeeeeeeeena. A cerimônia que marcaria o início do plantio das 2000 mudas de árvores nativas que aconteceria hoje, no Recife, foi adiada, devido às fortes chuvas registradas não só na nossa cidade, mas no Nordeste. É que as plantas viriam do Rio Grande do Norte, mas por conta do temporal naquele Estado, “não foi possível fazer o transporte adequado do material”. A informação foi transmitida na manhã de hoje pela Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Recife. O plantio ocorreria nas proximidades da Fortaleza do Brum, onde estive recentemente (foto) com o grupo de nossas Caminhadas Domingueiras, quando  constatei realmente a necessidade de arborização ali e em áreas próximas.

O anunciado plantio das 2000 árvores resulta de uma parceria entre a Prefeitura – através daquela Secretaria – e a Associação de Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco. E tem por objetivo reforçar a cobertura verde do Recife, mas não por conta do arboricídio provocado pela motosserra insana, mas sim para compensar a eliminação de árvores devido à construção de edifícios, cada dia mais frequentes no Recife, hoje tomado de espigões. E em cujos terrenos, antigamente havia milhares de quintais recobertos de fruteiras. O primeiro trecho que será beneficiado fica em frente ao Terminal Marítimo e ao Forte do Brum, onde serão plantadas 46 mudas. De acordo com a Secretaria, as mudas são de árvores nativas “para aumentar o índice de sucesso do plantio”.

E elas deverão ter, no mínimo, dois metros de altura (bem mais altas, portanto do que as mudinhas que a gente vê nas calçadas, implantadas pela Emlurb, das quais 30 por cento morrem). Entre as espécies selecionadas encontram-se o ipê amarelo, o ipê roxo, o ipê rosa e a caraibeira, que beneficiarão doze áreas públicas do Recife. Eis os locais que foram selecionados para o plantio: canteiros e refúgios do bairro do Cabanga, entorno do Hospital das Mulheres, espaços livres e passeios da Ilha Joana Bezerra, canteiro central da Av. Mascarenhas de Morais, canteiro central da Av. Domingos Ferreira, Via Mangue, Terminal Marítimo, Túnel da Abolição,  Passeios na Ilha do Leite, Passeios na Ilha do Retiro, Praça Arraial do Bom Jesus,Praça Compositor Antônio Maria.

Leia também:
Recife vai ganhar 2000 árvores
Compensação pela selva de concreto
Arboricídio mobiliza Câmara Municipal
Bom exemplo de amor ao verde
Exemplos de amor ao verde no Recife
“Sai dessa noia” plantando árvores

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *