Parem de derrubar árvores (105)

Meu Deus, as marcas do arboricídio não conseguem sumir da minha vista. Esta semana, o #OxeRecife registra mais duas vítimas da motosserra insana, ambas no bairro do Parnamirim. Uma foi localizada durante minha caminhada matinal. O tronco degolado, da altura de um tamborete, está no canteiro central da Rua Professor Andrade Bezerra, bem pertinho do Clube Alemão.

Quanto à outra, na Praça  Dr Lula Cabral de Melo, recebi uma informação. “Letícia, tem mais uma árvore degolada, na praça onde faz o girador do Parnamirim”, avisou uma amiga. Passei lá à noite, e vi o tronco guilhotinado. Quando voltei lá no dia seguinte andando,  para fazer o devido registo, ele tinha sumido. A motosserra insana já havia passado lá, retirado os restos mortais. Mais o pó de serra ficou no chão como a prova do “crime”. E ainda está lá, no canteiro vazio.

“Abrace o sustentável”, diz a placa ao lado de mais uma uma árvore eliminada no Recife. Cadê a reposição?

Mas, pelo menos nesse caso, se houve o “crime” a que me refiro, ele aconteceu bem antes. Via sempre essa árvore, e ela estava com o tronco escurecido e sem folhas já há alguns meses. Pode ter sofrido uma poda radical, como milhares que morrem à míngua no Recife por excesso de corte. Mesmo assim, é uma a menos, na nossa triste estatística. Em todo caso, vamos ver se vai ocorrer reposição.

Semana passada, a Prefeitura e a Associação de Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco (Ademi-PE) anunciaram o plantio de 2 mil árvores. Mas o plantio é uma espécie de “compensação” pelo montante que as construtoras e incorporadoras derrubaram para construção de edifícios, avenidas, viadutos.  Para cada árvore derrubada, duas devem ser plantadas. Mas ninguém informou quantas foram eliminadas por conta dessas obras. Será que a conta fecha?  Vamos abrir a caixa preta?E quantas foram plantadas pela própria Prefeitura para compensar as “erradicadas” de nossas ruas, praças e jardins? Esse número virou outra caixa preta.

Leia também:
Parem de derrubar árvores
Arboricídio mobiliza Câmara Municipal
Arboricídio vira caixa preta
Arboricídio deixa herança nas ruas
Lei para conter arboricídio
População acusa arboricídio no Recife
Compensação pelo arboricídio
Parem de derrubar árvores (54)
A herança do arboricídio no Recife  
O Recife vai ganhar 2.000 árvores

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.