Olinda, sinos, fogos e bonecos gigantes

Não é só o Recife que está em festa hoje. Enquanto nossa capital completa 481 anos, Olinda faz 483 de muita história. As comemorações na cidade, que é Patrimônio Cultural da Humanidade (desde 1982),  já começaram às seis da manhã dessa segunda-feira, com o repicar de sinos das igrejas do Sítio Histórico, tais como os da Catedral da Sé e os da Igreja do Carmo.

Das oito às 14, a orla do Bairro Novo será tomada por competições esportivas e aulão de ginástica. Das 14h às 18h, o espaço da Praça do Carmo – também conhecida como Praça da Preguiça –  vai ser utilizado para recreação infantil. Por volta de 15h, na Avenida Colibri, em Rio Doce, nada menos de 35 bonecos gigantes ganharão o asfalto. O  cortejo acaba no Terminal Integrado de Rio Doce.

Às 19, haverá corte de bolo e show pirotécnico na Praça do Carmo, uma das principais de Olinda.  Agora, uma sugestão. Tudo bem, que é bom diversificar e descentralizar a festa. Mas bem que os bonecos – que são a cara de Olinda-  deviam desfilar, também, pelas suas ruas e ladeiras históricas da cidade, repetindo os caminhos do carnaval. E, claro, com orquestras de frevo. Porque com frevo e boneco gigante, Olinda é mais Olinda.

Leia também:
Depois da caminhada: Olinda é linda
Olinda é linda, mas…
Olinda é linda, mas…(1)
Guias impressos do Recife e Olinda 
Carnaval: Recife ou Olinda?
Recife faz festa com boi voador
Um passeio pela história do Recife

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *