Mata Atlântica ganha agentes populares

Já que noticio tanto aqui no #OxeRecife os desmatamentos na Região Metropolitana e o arboricídio registrado no Recife, é com o maior prazer que dou uma notícia boa. Nesse momento, está sendo apresentado Projeto de Formação Ambiental e Recomposição da Mata Ciliar na Área de Proteção Ambiental Aldeia Beberibe. Para os que não sabem, a APA fica em área remanescente de Mata Atlântica. E funciona como uma espécie de pulmão do nosso tão sofrido Grande Recife.

A APA será beneficiada com a formação de agentes populares em educação ambiental. O projeto está sendo mostrado na Universidade Federal de Pernambuco e contemplará 50 alunos. A apresentação é no auditório da Pró-Reitoria de Extensão (PRAE) da Ufrpe, que fica em Dois Irmãos. O evento foi organizado pela Agência Estadual do Meio Ambiente (Cprh) e terá parcerias de entidades como o Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan) e Interligação Elétrica Garanhuns (IEG). Em Aldeia-Beberibe o foco será a restauração florestal e sua cadeia produtiva.

É o que explica a gestora da APA, Cínthia Lima. “Sentimos a necessidade de auxiliar a implantação de uma cadeia produtiva de restauração florestal na APA, buscando promover a regularização ambiental das propriedades em seu território e conservar a biodiversidade local, que presta importantes serviços ambientais relacionados sobretudo à produção de água para abastecimento de parte da Região Metropolitana do Recife”. A APA abrange parte dos municípios de Camaragibe, Recife, Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Araçoiaba e São Lourenço da Mata, todos na RMR, além de Paudalho, na Mata Norte.

Leia também:
Mata do Frio é devastada
Matas estão sumindo de Paulista

Verde em risco em Paulista
Mata de pau-de-jangada destruída
Não deixe a Mata Atlântica de acabar
Conhecendo a Mata Atlântica
Recife sem plano para a Mata Atlântica
Mata Atlântica ganha seis aliados

Fruteiras rareiam em mata devastada
Desmatamento em “pulmão” do Recife
Desmatamentos ilegais em Aldeia
Mais matas devastadas em Paulista
Mata de pau-de-jangada destruída
Paulista ganha árvores nativas

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Cprh/Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *