“Eles precisam de Nós” chega ao Litoral

Depois de  fazer sucesso por onde passa (quem não gosta de ver um bichinho lindo?), a exposição Animais Silvestres: Eles precisam de nós chega à  praia mais badalada do Litoral Sul de Pernambuco, Porto de Galinhas. E chega em uma época oportuna, quando o balneário está fervendo de veranistas e turistas. A mostra começa hoje e vai só até domingo, na Praça do Relógio. E resulta de parceria da Agência Estadual de Meio Ambiente (Cprh) com a Prefeitura de Ipojuca, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Controle Urbano. O horário de visitação é entre 8h e14h, a partir dessa terça.

A exposição reúne registros fotográficos de animais silvestres que receberam (ou ainda recebem) tratamento no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), unidade da CPRH que funciona no Bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife.  Alguns foram vítimas do tráfico e de maus-tratos. O objetivo é sensibilizar a população para que possa conhecer a realidade da fauna e dos diferentes modos de vida dos animais. A exposição também tem caráter educativo: as pessoas serão informadas sobre a qual órgão recorrer em caso de denúncias. (Muita gente ainda pensa que é o Ibama, mas por força de lei federal, essa tarefa compete agora a órgãos estaduais, a Cprh, no caso de Pernambuco).

Lançada inicialmente na Semana da Fauna de 2017, no Plaza Shopping, em Casa Forte, a exposição é itinerante. Estre ano, já esteve no município de Sirinhaém, também numa parceria com a gestão municipal. Em Porto de Galinhas, durante a mostra, a CPRH promoverá uma campanha de entrega voluntária de animais silvestres, que será realizada na quinta (25), das 9h às 16h, na Colônia de Pescadores local, na Rua da Esperança, 129. Ao longo de 2017, o Cetas Tangará acolheu um total de 9.153 animais silvestres, sendo que 5.454 foram reintroduzidas à natureza, em  áreas monitoradas pela Cprh.

Leia também:

Achado bebê, Diego já é um rapaz
Animais: eles precisam de nós
 Maldades e bondades com os bichos

Recife sem plano para a Mata Atlântica
Tamanduá bebê leva um tiro na orelha
Mais de 9 mil animais acolhidos em 2017
Policial militar devolve papagaios
Longa viagem para salvar raposas 

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife Foto: Divulgação/Cprh

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *