As “trelas” das preguiças

Vagarosas, quase só se movendo nos galhos das árvores – principalmente a imbaúba, cujas folhas constituem seu alimento predileto –  as preguiças deram para fazer trela, aqui em Pernambuco. E também no Recife. Vez por outra, um animal da espécie é encontrado no asfalto, tanto nas áreas urbanas quando nas rodovias federais. Há alguns dias, a Polícia Rodoviária Federal encontrou uma no acostamento da BR-408, em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife.

O bicho preguiça foi resgatado à altura do quilômetro 100, bem pertinho da Arena Pernambuco. Foi o terceiro a ser encontrado pela PRF em menos de um mês. Dois outros haviam sido achados, antes, na BR-232. “Os agentes realizavam uma roda com a viatura, quando perceberam que havia uma preguiça no acostamento da BR-408, em situação de risco”, informa a PRF. Veja o vídeo divulgado pela PRF, quando a preguiçã foi solta na mata.

Outros indivíduos da espécie foram resgatados este ano em vários locais do Grande Recife, e levados para a Cprh. “Prontamente capturaram o animal com uma luva de proteção, e após verificar que o bicho não tinha ferimentos,  levaram  o animal para um local seguro, fora da rodovia”, informaram. O mamífero foi solto em uma área de Mata Atlântica, onde ele come folhas de embaúba.  De vez em quando, chegam notícias sobre preguiças perdidas ou desorientadas aqui no #OxeRecife. Como adoro bichinhos, sempre registro aqui as ocorrências.

Elas já foram achadas em fios de alta tensão, em avenidas, em rodovias federais, em árvores pegando fogo e até no banheiro de uma residência em construção. Informa a PRF que quem avistar animais de grande porte em rodovias federais, deve acionar a PRF pelo 191. Até porque animais em estradas representam risco de acidentes e grande perigo para os motoristas.

Leia também:
Preguiça em alta tensão no Cabo
Preguiça resgatada em rodovia
Mais uma preguiça resgatada no asfalto
Bênção para bebê preguiça no Dia de São Francisco
Preguiça salva filhote do incêndio
Preguiça, mão heroína, perde o bebê depois de proteger filho do fogo

Texto: Leticia Lins/ #OxeRecife
Foto e vídeo: Divulgação/ PRF

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *