Tamanduá bebê leva tiro na orelha

Quanta maldadaaaaaaaade!  Um filhote de tamanduá – mamífero que não faz mal a ninguém e se alimenta de formigas – teve a orelha direita perfurada por um tiro de espingarda, no município de Goiana, localizado a 60 quilômetros do Recife.  Ele já foi recolhido ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente, onde está sendo medicado.

O animal tem pouco pouco mais de 700 gramas, aproximadamente três meses e passa bem. Só deverá retornar à natureza quando tiver de nove a dez meses. O filhote de tamanduá foi levado ao Cetas Tangara pela Brigada Ambiental do Recife. Sua história é triste: há mais ou menos dois meses, teve a mãe abatida por tiro de espingarda de chumbo na área rural de Goiana. O caçador, ao pegar a mãe, supostamente para se alimentar, viu que atingiu também o filhote, que estava junto, deixado de lado após o crime ambiental.

Ferido, o pequeno tamanduá foi cuidado então por uma família, que o levou para o Recife. Depois do período de dois meses cuidando do mamífero, a família resolveu fazer a entrega voluntária na semana passada à Cprh. Agressão a animais silvestres é um crime passível de penas previstas na Lei federal n° 9.60 5/98 (Lei de Crimes Ambientais), entre elas prisão e multa.

Leia também:

Respeite o faxineiro da natureza
Canários da terra apreendidos
Resgate de jacaré desorientado no mar
Longa viagem para salvar raposas
Iguana resgatada por comerciantes

Texto: Letícia Lins/ #OxeRecife
Foto: Cprh/Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *