Parklet popular na Estrada do Arraial

Depois da Rua do Futuro –  que fica em uma das áreas nobres do Recife – a Zona Norte ganhou seu segundo parklet, dessa vez na Estrada do Arraial, em Casa Amarela, bem pertinho do Alto Santa Isabel. A intervenção, em frente à Escola Municipal  Professor Nilo Pereira, fica no polígono beneficiado pelo Programa Mais Vida Nos Morros, através do qual os altos do Recife ganham pinturas nas encostas, nas residências e em equipamentos urbanos, o que revitaliza a paisagem dos altos recifenses.

O parklet contribuiu para mudar a face da calçada da escola, que era usada como ponto de descarte irregular de lixo. Eu mesma, que tenho mania de andar, já vi ali montanhas de  caixas de papelão, metralhas, até lixo molhado.  Mas isso não acontece mais, devido ao equipamento colorido, que fica na esquina da Rua José Fernandes com a Estrada do Arraial. Porém, ele não tem o mesmo charme do que foi instalado na Rua do Futuro, que corta Jaqueira e Graças, bairros mais sofisticados, enquanto Casa Amarela é tido como popular. O parklet tem um banquinho sem encosto, uma cerca formada com palets e algumas plantas. Ao lado dele, fica um esgoto com a tampa quebrada, liberando um odor insuportável. Pelo menos era o que ocorria na manhã de hoje.

O Mais Vida nos Morros chegou ao asfalto da Estada do Arraial, com um parklet, que evita acumulação de lixo.

O parklet fica incluído no polígono formado pela Estrada do Arraial, e pelas ruas Dr. Eurico Chaves, Santa Isabel, Tupirama e 1º de Janeiro, sexta área beneficiada pelo Programa Mais Vida nos Morros, que ali atinge 500 famílias. O trabalho no Alto Santa Isabel deve ser concluído em 2018. Não visitei  ainda  o local, depois da intervenção. Mas de acordo com a Prefeitura, foram instaladas áreas de convivência, minhocários para compostagem do lixo orgânico, murais com arte urbana, projetos de paisagismo e ruas humanizadas.

Também foram eliminados pontos de acúmulo de lixo na área revitalizada. Informa a Secretaria Executiva de Inovação Urbana, que comunidade também será beneficiada com um piloto de desenvolvimento econômico territorial, com  capacitação empreendedora, mentoria, microcrédito orientado, fomento a novos negócios, economia criativa e inclusão produtiva. O projeto Mais Vida nos Morros começou em 2016 como uma estratégia que busca despertar uma mudança de comportamento em relação às questões urbanas e ambientais. O projeto já beneficiou cerca de 2.200 famílias no Alto do Maracanã, Córrego do Jenipapo, Mangabeira/Alto José do Pinho, Morro da Conceição e Três Carneiros/Ibura.

Leia também:

Parklet volta ao Parque da Jaqueira
Hortas fazem a festa nas escolas 
O exemplo do Morro da Conceição 
Santuário se “veste” de azul e branco
A paisagem colorida do Córrego do Jenipapo
Novas cores dão vida à Mangabeira
Sementes que brotam na Zona Norte

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Alexandre Albuquerque / Cortesia

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *