Parem de derrubar árvores (85)

É triste, mas essa é a verdade. Estamos fechando o ano, desfrutando da mesma paisagem triste do início de 2017, no que diz respeito à arborização do Recife. Hoje estive na Rua Evaristo da Veiga, em Casa Amarela, onde em um trecho de calçada de no máximo 50 metros, me deparei com três troncos de árvores mutiladas.

Na rua Evaristo da Veiga, em Casa Amarela, há três toquinhos em menos de 50 metros de extensão de calçada.

São cenas do arboricídio que me chocam cada vez mais. Eu me recuso a acreditar que árvores mutiladas – no meio de ruas, parques ou calçadas – representem uma situação normal. Porque elas são guilhotinadas, ficam privadas da vida e, o que é pior, não enfrentam reposição. Ficam lá mortas, e pronto.

Das três vítimas de motosserra insana, em Casa Amarela, uma começa a brotar: viver na marra não é fácil.

Como se não tivessem nenhuma importância para o bem estar do Recife, que já vem enfrentando ilhas de calor em bairros como Boa Viagem, na Zona Sul, por conta da selva de concreto. Dizem os cientistas que uma  árvore adulta, bem desenvolvida, ao longo de um dia pode fazer o efeito de dez aparelhos de ar condicionado, funcionando 20 horas por dia.

E aí, como fica o clima do Recife, com esse arboricídio? O pior é que não vejo nem Ministério Público, nem órgãos de defesa do meio ambiente, nem associações de bairro gritarem. Se a gente se cala, daqui a pouco não resta mais nada. Parem de derrubar árvores. Abaixo o arboricídio e a motosserra insana.

Leia também:

Arboricídio mobiliza Câmara Municipal
Arboricídio vira caixa preta
População acusa arboricídio no Recife
“Abaixo o arboricídio insano”
Lei para conter o arboricídio
Compensação pelo arboricídio
Espinheiro quer túneis verdes
Contra as clareiras no Espinheiro
Bom exemplo de amor ao verde

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.