Participe de pesquisa sobre parques

O Inicit – Pesquisa e Inovação para as Cidades (Incit/Ufpe) é uma rede de pesquisadores formada para incitar conhecimentos em diversos setores da sociedade para que, juntos, possam transformar a vida das cidades. E que está convidando usuários de alguns parques do Recife para participar de estudo sobre quatro das principais áreas verdes da nossa cidade. As escolhidas foram os Parques Santana, Jaqueira e Treze de Maio. E também a Praça do Derby, importante projeto paisagístico de Burle Marx, mas que se encontra muito degradada. Dos três parques indicados, o mais frequentado é o da Jaqueira, que fica entre a Avenida Rui Barbosa (bairro da Jaqueira) e Rua do Futuro (Graças).

Antigo sítio, que pertencia ao Inss, o Parque da Jaqueira foi inaugurado em 1985. Ele tem 70 mil metros quadrados, sendo considerado o segundo maior do Recife (o primeiro é o da Macaxeira, o mais recente).  O Jaqueira é, também, um dos mais bem cuidados, embora os usuários reclamem muito da qualidade de sua manutenção. O Santana fica na Zona Norte,  e possui 63 mil metros quadrados.  É o que mais movimenta eventos.  Ele margeia um trecho do Rio Capibaribe – entre o Poço da Panela e Santana – e, no entanto, não conta com um só local de contemplação voltado para o Rio.  Ou seja, não possui um só banco de frente para o manguezal.

Embora seja bem equipado, bem localizado e bastante movimentado,  Parque Santana não tem um só banco confortável.

No Treze de Maio, o #OxeRecife apurou muita insatisfação com os usuários, embora eles tenham com o local uma relação afetiva aparentemente maior do que os dos outros locais. Reclamam da insegurança, da manutenção precária, da ocupação indevida de sua área para estacionamento, e até da utilização pelo Exército (para exercícios e estacionamento). Quanto à Praça do Derby, frequentadores se queixam da má conservação, da sujeira e das ratazanas que circulam pelo passeio público. Infelizmente teve sua paisagem desfigurada com parada de ônibus que parecem monstrengos urbanos.

Segundo a coordenadora da pesquisa, Raquel Menezes, além de fins acadêmicos, o estudo “busca também coletar informações para subsidiar projetos e diretrizes para gestão do Parque Capibaribe”. Como vocês sabem, o Parque Capibaribe foi idealizado em conjunto com a sociedade, Prefeitura, Inciti. E seu primeiro fruto é o Jardim do Baobá, que transformou-se em um “case” de sucesso. Vamos, portanto, responder ao questionário do Inciti.  Eu já respondi o meu. Só lamentei a falta de espaço para dar sugestões.  Mesmo assim, melhor colaborar. Podemos ser ouvidos na formulação de políticas urbanas para o Recife. Para responder o questionário é só acessar o link  https://ufpe.az1.qualtrics.com/jfe/form/SV_2irwKaKV4OV99sx  Participe! Respostas podem ser enviadas até o próximo dia 10.

Leia também:

Intervenções por um Recife melhor
Ideias por um Recife mais sustentável 
Cidadãos de primeira e segunda categorias
História do Jardim Secreto para crianças
Grafitagem inibe ação de pichadores
Campos de concentração urbanos
Ocupar para não degradar

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos:  Letícia Lins e Andrea Rego Barros (PCR/Arquivo #OxeRecife)

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *