Mal de Alzheimer discutido no palco

O fim de semana está chegando. E, nessa quinta-feira, já são tantos os eventos, que eu mesma fico confusa, sem saber por onde ir. Mas isso é bom. Quanto for maior o leque de opções, mais está provado que a cultura do nosso Recife está em efervescência. Hoje, por exemplo, tem teatro no Sesc Casa Amarela através da Mostra Capiba das Artes. E no Sesc Santo Amaro, a partir de hoje começa mini temporada de Um Minuto para Dizer Que Te Amo. A encenação é do Matraca Grupo de Teatro, com texto de Luís de Lima Navarro e encenação de Rudimar Constâncio. São seis atores no elenco. A peça aborda uma doença muito presente à sociedade, mas com a qual grande parte dela ainda tem muita dificuldade de lidar: o Mal de Alzheimer.

O Mal de Alzheimer, doença devastadora, é discutido à exaustação no Teatro Marco Camarotti.

A peça mostra Guida e Major (pai e mãe de Lúcio), que convivem com a perda gradativa da memória. Mas também aborda amor, amizade, dedicação e companheirismo que permeiam o universo de duas mulheres. No caso, Guida e Amélia. Esta é uma cuidadora, que, através da música, criou muitas pontes, capazes de trazer de volta as lembranças de Maria Guida. Ao mesmo tempo, acontece o encontro de pai e filho. No mesmo espírito de amor e tolerância, porém em meio a conflitos, mapeiam-se as cenas que são marcadas pela doença, em processo em que juntos consolidam uma trajetória de vida, memórias, narrativa e morte. Personagens embarcam em lúdica viagem, em busca das melhores lembranças. A realização é do Sesc Piedade.

Leia também:

Capiba das Artes no Sesc Casa Amarela 
Altíssimo: peça polêmica no Sesc 
“Meu nome é Enéas”. Lembram dele?
Véio Mangaba vira palhaço insone
Teatro, dança e circo de graça no Sesc
Medeia em versão Augusta Ferraz

Serviço: 

Local: Teatro Marco Camarotti (Sesc de Santo Amaro, Rua Treze de Maio, 455)
Quando: 16, 17 e 18 de novembro
Datas: 16, 17, e 18 de novembro
Horário: 19:30
Duração: 75 minutos
Classificação indicativa: 15 anos
Ingresso: R$ 30,00  e R$ 15,00 (estudantes, professores, comerciários e maiores de 60 anos)

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *