“Altíssimo”: peça polêmica no Sesc

Com iniciativas culturais de peso em todo o país, o Sesc não age diferente em Pernambuco. No Recife, estão aí o Sesc Santa Rita, o Sesc Santo Amaro e o Sesc Casa Amarela, que não deixam mentir. Agora mesmo, acontece a Mostra Capiba de Artes, no Sesc Casa Amarela, Zona Norte do Recife. O evento começou na segunda-feira com uma série de oficinas, mas hoje à noite será encenado o seu primeiro espetáculo para o público, Altíssimo.  E o tema é bem polêmico, a julgar pela sinopse enviada ao #OxeRecife.

Altíssimo é, também, o primeiro espetáculo da Trema! Plataforma de Teatro, núcleo desenvolvedor das artes cênicas sediado no Recife. “Ao longo dos últimos anos, o encenador Pedro Vilela, em parceria com o dramaturgo paulista Alexandre Dal Farra, vem investigando o comércio sobre a fé em nosso país, a partir da compreensão e estudos de processos de espetacularização nas religiões neopentecostais”, informa a produção da peça.  Fiquei curiosa sobre a  peça, mesmo porque já vi até tese acadêmica sobre o assunto, sobre a famosa “teologia da prosperidade”. Tema polêmico, com certeza. Com encenação e atuação de Pedro Vilela. A apresentação dura 50 minutos e a classificação etária é 16 anos.

Leia também:

Ilustrações de livros infantis no Sesc
Capiba das Artes no Sesc Casa Amarela
“O dia em que a morte sambou”
“Idosos encenam anos de chumbo”
Sesc prorroga expô do Mão Molenga

Serviço:

Peça: Altíssimo
Onde: Teatro Capiba, Sesc Casa Amarela, Avenida Norte, 440
Quando: quinta, 9
Horário: 20h
Preço: R$ 10 (comerciários e dependentes) e R$ 20 (público em geral)

Texto: Letícia Lins /#OxeRecife
Foto: Flora Negri / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.