Alguém viu a República Brasil por aí?

Sinceramente, alguém viu uma República chamada Brasil por aí? De vez em quando a gente ouve alguém invocar sentimentos republicanos diante de uma crise política ou institucional. Mas de uma república verdadeira, digna desse nome, meu sentimento é de saudade. Penso que de grande parte da população. Ainda mais depois da vergonhosa votação de ontem e do balcão de negócios em que se transformou a política (com o seu, o meu, o nosso dinheiro). Assim, deve ser do nosso maior interesse  Uma República Adiada, de Paulo Roberto Cannizzaro. Ele está  lançando o livro, em que se debruça sobre a história da nossa República. E o  período abordado é longo: sai do final do Império, passa pela proclamação da República, e chega aos dias atuais.

O autor mostra que ainda falta muito a ser feito, para atingirmos os ideais republicamos. “A cidadania pede que não se retarde mais a República prometida”, diz. O livro será lançado às 18h dessa quinta-feira, na Livraria Cultura, bairro do Recife. Na obra, Cannizzaro  não só narra os últimos tempos da monarquia à proclamação da República, como lembra momentos e personagens marcantes da história republicana brasileira. Dos primeiros presidentes a Getúlio Vargas, com destaque para Juscelino Kubitschek e a construção de Brasília. Segue com o golpe militar e a dureza da ditadura, até a retomada das eleições diretas, um anseio do povo brasileiro que caminhou para a promulgação da Constituição de 1988, instalando um novo ciclo da República do Brasil.

Também fala nas transformações sociais e econômicas na gestão do primeiro presidente operário do País e de sua sucessora. Mas registra que seus mandatos foram marcados por denúncias de corrupção que desembarcaram nos tribunais superiores, evidenciando ações do Judiciário e conflitos entre os três poderes que, segundo o autor, levaram o país a uma profunda crise de Estado. “Vivemos hoje um Estado problema”, afirma Cannizzaro. Além da política, ele analisa as ações e efeitos da economia nos últimos anos.

Paulo Roberto Cannizzaro é natural de Minas Gerais. Bacharel em ciências contábeis, advogado, administrador, foi executivo de empresas até 1988. Graduou-se na Escola Publica de Alcalá de Henares – UAH, no Instituto de Cultura Hispânica, Madrid, e no IESE – Estudos Superiores de Empresas, Barcelona, Espanha. É presidente da empresa Cannizzaro Associados, articulista de alguns jornais e revistas sobre temas empresariais. E é autor dos livros: Letra a Letra, Mudanças Revolucionárias nas Empresas, Empresas e Famílias e Protocolos de Entendimento Familiar. Além disso, é palestrante em seminários sobre processos de Reorganização Societária e Sucessão Familiar.

Leia também:

O “rapaz da portaria”  escreve 37 livros
Memórias afetivas de Fátima Brasileiro
Recife através dos tempos
Círculo de Seda na Rua da Moeda
Belmar e os livros que rendem filmes

Serviço:
Lançamento do livro “Uma República Adiada”
Local: Livraria Cultura – Shopping Paço Alfândega, Rua Madre de Deus, s/n – Bairro do Recife
Hora: 18h00
Preço do livro: R$ 39,00

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.