Parem de derrubar árvores (60)

Achei uma graça, o que via em um pequena cidade do Sertão, Carnaíba, onde não flagrei uma só árvore mutilada. Estavam todas muito bem podadas, e as ruas principais muito, mas muito arborizadas. Foi no final de semana. Ao chegar no Recife, quando comecei a andar pelo meu bairro, lá vem tristeza. É só fazer um caminho diferente do habitual para constatar, novos casos de arboricídio, dessa vez na Rua Dr. Pedro Correa, no bairro de Apipucos.

Vítimas de poda radical, quatro árvores – em uma mesma calçada – estão praticamente mortas. Até os troncos já escureceram. Defronte delas, uma outra, na mesma situação, resiste enquanto pode. Mas ninguém pode ter certeza se  ela vai conseguir sobreviver. Ela também sofreu corte excessivo, mas um galhinho lá em cima, começa a brotar. Tomara que renasça. A questão da motosserra insana começa a inquietar a população do Recife.

Semana passada, a leitora Sofia Lopes enviou mensagem ao #OxeRecife , elogiando o Blog por denunciar o assassinato de árvores em massa, nas ruas do Recife. Ela elogiou “o excelente trabalho”, que denuncia “o arboricídio que ocorre diariamente na nossa cidade”. E acusa a omissão de órgãos públicos, diante de tão grave questão.

“O que me revolta é o total descaso dos órgãos responsáveis, numa clara demonstração de inoperância, incompetência e irresponsabilidade. Portanto, MPF, Ibama, Emlurb, Prefeitur, estão sendo negligentes e conviventes com a brutal destruição de nossas árvores”. E conclui: “Nós vamos continuar na luta”. E o #OxeRecife também. Vêm mais exemplos de arboricídio por aí. #ParemDeDerrubarÁrvores.

Leia também:

População acusa arboricídio no Recife
Parem de derrubar árvores”
Parem de derrubar árvores 45
Ficus e palmeira imperial ainda sem reposição

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *