Carlos Pena dos “desejos presos” na APL

Na Avenida Guararapes / O Recife vai marchando./ O bairro de Santo Antônio, / tanto se foi transformando / que, agora, às cinco da tarde/ mais se assemelha a um festim. / Nas mesas do Bar Savoy / o refrão tem sido assim: / São trinta copos de chope, são trinta homens sentados / trezentos desejos presos, / trinta mil sonhos frustrados”. No Recife, não há quem não conheça os últimos quatro versos em destaque. Eles compõem as estrofes do Guia Prático da Cidade do Recife, de ninguém menos que Carlos Pena Filho, um dos poetas que mais cantou a nossa cidade. E Carlos Pena Filho é o tema do roteiro de ônibus feito no sábado, no Olha! Recife, o programa de sensibilização turística da Prefeitura, que é feito através da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer.

Faculdade de Direito do Recife está no roteiro sobre Carlos Pena Filho, no Olha! Recife, em cuja praça há estátua do poeta.

No Guia, ele fala da Guararapes, do Parque Treze de Maio, da Rua da Aurora, da Ponte Duarte Coelho, da Rua do Imperador. E também das Igrejas – como a de São Francisco e a de São Pedro – e também do bairro do Recife. Infelizmente, no entanto, ao contrário do que ocorre nas grandes capitais do mundo – onde bares frequentados por intelectuais famosos ganham placas preservando a memória – o Savoy só existe na lembrança dos mais velhos boêmios do Recife. Não fosse o poema de Carlos Pena Filho, ninguém talvez nem soubesse da sua existência.

Largo onde fica Forte das Cinco Pontas fica no largo onde o poeta morreu, um dia depois de ter publicado “Soneto Oco”

O passeio passa ainda pelo antigo Colégio Nóbrega, onde Pena Filho estudou, a Faculdade de Direito onde formou-se em Direito (e há um busto seu). O roteiro inclui o Largo das Cinco Pontas, onde  ele sofreu um acidente automobilístico no ano de 1960, por conta do qual faleceu, um dia depois de publicar seu último poema, o “Soneto Oco”, no Jornal do Commercio. O passeio seguirá para a Academia Pernambucana de Letras, onde haverá apresentação no auditório com atores, que encenarão obras do poeta. O auditório estará aberto ao público a partir das 15h30, para aqueles que desejarem ir à apresentação.  O roteiro sobre o poeta é no sábado, de ônibus. São só 50 vagas.

Já no domingo (24), o passeio a pé será dedicado a Francisco Rêgo Barros, o Conde da Boa Vista. Presidente da Província de Pernambuco de 1837 a 1844, ele foi responsável por transformações na cidade durante seu governo. Promoveu grandes construções como o Teatro Santa Isabel, novas pontes e aterros para a expansão da cidade, entre eles a antiga Rua Formosa, que hoje leva seu nome: Avenida Conde da Boa Vista, que de formosa, não tem mais é nada, pois é uma das mais degradadas e mal trabalhadas do centro, no que diz respeito a cuidados urbanos. Fica valendo a visita ao local pelo conhecimento de sua história. Na caminhada serão percorridos alguns destes lugares, como o Cais da Alfândega, o Palácio do Campo das Princesas e a Rua da Aurora, onde está o palacete que foi moradia do Conde. O roteiro a pé tem 70 vagas. As inscrições para os dois passeios acontecem no site www.olharecife.com.br a partir desta sexta-feira (22), às 9h. 

Serviço:
Olha! Recife de Ônibus
(Sábado)23/09
Hora: 14h
Saída: Praça do Arsenal da Marinha (Posto de Informações Turísticas)

Olha! Recife a Pé (Domingo)
24/09
Hora: 9h
Saída: Praça do Arsenal da Marinha

Inscrições: Para os dois passeios, acontecem no site www.olharecife.com.br a partir desta sexta-feira (22), às 9h. Para os dois passeios, os participantes podem doar um quilo de alimento não perecível. As doações serão destinadas às instituições sem fins lucrativos da cidade.

Leia também:
Olha! Recife revisita Ascenso Ferreira
Manuel Bandeira no Olha! Recife
Poesia e herança árabe no Olha! Recife
Minha tarde no Olha! Recife
Minha tarde no Olha! Recife (1)
 Recife vende seu  peixe

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins e Divulgação/ PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *