Parem de derrubar árvores (48)

Eram cinco. Agora, são quatro as palmeiras imperiais do Pátio do Carmo. Vocês me perdoem a demora em abordar a polêmica erradicação de um exemplar da espécie naquele local, no centro do Recife. Ela foi eliminada pela Emlurb no dia 25 de agosto. E seu “sacrifício” rendeu muitas confusões e más interpretações nas redes sociais. Teve gente que acusou o PT.  Houve quem culpasse o ex-Presidente Lula, que teria mandado matar a planta, para que não atrapalhasse o trio elétrico do seu comício. Houve quem dissesse que ela teria sido eliminada porque era “neo-liberal”, como foi o caso do advogado José Paulo Cavalcanti, em artigo  publicado na imprensa do Recife.

O PT chegou a distribuir nota oficial informando que nada tinha a ver com o corte. No partido, teve até quem achasse “estranho” a planta ter sido eliminada no mesmo dia em que Lula estaria na área. Como gosto de dizer a verdade, nada postei sem antes ir lá, já que havia muitas contradições sobre a derrubada da planta. Fui hoje conversar com as pessoas que frequentam o Pátio do Carmo. Perguntei aos ambulantes e comerciantes que viram o caminhão do PT ser colocado lá, se ele ficou no mesmo lugar da palmeira. Não ficou.  Foi posicionado ao lado da cova. A palmeira em nada atrapalhava o trio elétrico. Política à parte, ela é mais uma vítima do arboricídio registrado em nossa cidade, e que vem motivando a série Parem de derrubar árvores, aqui no #OxeRecife.

A explicação oficial da Emlurb é que a palmeira foi erradicada por um besouro tão assassino que poderia ter infectado as outras quatro palmeiras imperiais que ficam no mesmo local. Será que não existe remédio para combater besouro? Será que a ciência não consegue evitar que uma planta adulta, tão linda e nobre, seja eliminada por causa de um insetinho? Com a palavra, engenheiros florestais, biólogos, agrônomos. Espero que eles se pronunciem sobe esse fato.  Vejam o que diz a Prefeitura. “A Emlurb realizou, na última sexta-feira (25/8), uma operação de poda nas Palmeiras Imperiais localizadas no Pátio do Carmo. O trabalho, que é preventivo e feito de maneira rotineira, já estava previamente programado pelo órgão”. Ou seja, segundo a própria Emlurb, a ação nada tem a ver com o comício do PT. E acrescenta a autarquia:

“Na ação de poda, foi identificada que uma das árvores estava morta, apresentando amarelecimento das folhas mais antigas, seguida do completo desfolhamento e apodrecimento da parte terminal do estirpe (caule). Os sintomas são indicativos de uma doença fatal e sem possibilidade de tratamento, transmitida pelo besouro Rhynchophorus palmarum L., conhecido como broca do palmito. As larvas infectadas têm a capacidade de matar as palmeiras próximas. Por isso, visando preservar a sanidade das outras plantas, foi necessária a erradicação imediata do vegetal. Em substituição, será plantada uma nova Palmeira Imperial na área. Todos os serviços de manutenção na arborização da cidade são acompanhados por engenheiros e técnicos devidamente capacitados”. Fiquem de olho e cobrem o plantio da nova palmeira, no mesmo local. Porque não é essa a prática que temos observado na cidade. Infelizmente.

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.