História do piano no Ricardo Brennand

Depois da programação popular do último dia 19 com o Boi da Mata tomando as ruas do bairro, a Várzea tem opção mais erudita para o próximo sábado. É o Peça a Peça, evento realizado uma vez por mês no Instituto Ricardo Brennand. E que leva o visitante a conhecer melhor o acervo daquela instituição. A cada edição, é trabalhada uma temática diferente.

Na edição do dia 26 de agosto, o tema escolhido foi Música e Piano, o que possibilitará abrir partituras de propriedade do IRB para o público. Também será feita abordagem sobre o piano através dos séculos, com base inclusive em instrumentos de épocas diversas que também formam o acervo do IRB.

As partituras escolhidas para execução são de Argentina Maciel, compositora pernambucana que viveu entre os séculos 19 e 20 (1988 -1970), e que formou várias gerações de músicos no Recife. Entre suas obras mais conhecidas, encontram-se Bigodinho, Canção Campesina, Leonorzinho e Mocidade Clube.

A atividade será comandada por um trio de educadores e curadores: Júlia Félix, Ruth Gabino e Wheldson Marques.  O pianista Luís Filipe Oliveira ficará ao piano, revivendo o trabalho da compositora pernambucana. O evento é aberto ao público que estiver em visita ao IRB, no sábado, sem nenhum valor adicional. A entrada para o IRB custa R$ 25,00  (inteira) e R$ 12,00 (pessoas com deficiência, estudantes, professores e idosos acima de 60 anos).

Serviço:
Peça a Peça – Instituto Ricardo Brennand
Quando:
 Sábado, 28 de Agosto 2017
Onde: Instituto Ricardo Brennand, Engenho São João, s/n, na Várzea (Alameda Antônio Brennand)
Horário: 15h às 17h
Informações e Inscrições: 2121-0349/0365
Investimento: Valor do ingresso do IRB, R$ 25 (inteira), e R$ 12 (pessoas com deficiência, estudantes, professores e idosos acima de 60).

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Paloma Amorim / Divulgação / IRB

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *