Jardim do Baobá ganha reforma

Já havia reclamado no #OxeRecife que o Jardim do Baobá estava totalmente detonado.  Não está mais. Pois passou por uma reforma boa. Pelo menos, foi o que constatei no último domingo, durante a concentração da mais recente edição das Caminhadas Domingueiras.  A saída do grupo foi daquele local, já aprovado pela população do Recife como bucólico ponto de convivência. E sob as bênçãos do baobá, árvore que além de sagrada, tem um poder agregador impressionante.

Pois vejam as novidades do Jardim do Baobá, que tem um passeio central com extensão de cem metros, por 4,20m de largura.  Nada menos de 480 metros quadrados desse espaço foram revestidos com placas de concreto. A área também ganhou 23 novos postes com lâmpadas de led, que são mais econômicas. E os balanços estão em bom estado. De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife, falta apenas a Celpe fazer a ligação, para a área ficar iluminada à noite.

Sem energia, a bomba hidráulica que regaria as plantas com água do poço ali perfurado, não pode funcionar. Por esse motivo, as plantas estiveram à míngua durante o verão, assunto que foi por mim abordado aqui. Com o período chuvoso, a situação melhorou. Segundo o jardineiro Valdemir Batista de Lima, falta ali um localzinho para ele guardar suas ferramentas. No canteirinho onde antes era o quintal do Restaurante Papa Capim, tem hoje pés de canela, cajá, goiaba mulata, pitanga, aroeira, pau-de-jangada (árvore em extinção). “Enquanto a bomba não é ligada, o jeito é ir tirando água do rio”, afirma ele.

De acordo ainda com a Semas, foram plantados no dia 4 de agosto doze pés de ipê branco na Rua Madre Loyola, principal via de acesso ao Jardim do Baobá. Mas as mudas, em sua maior parte, estão mortas.  Encontram-se secas, sem folhas, parecendo gravetos, o que é uma pena. Dos doze canteiros, não há um só em que as plantas estejam vicejantes. Com o verão chegando, a situação tende a se agravar. Creio que que é muito importante que a Madre Loyola seja bem arborizada. Acho até que deveria haver um túnel verde no percurso, para que o visitante, no caminho, fosse logo entrando no clima. Como vocês sabem, o Jardim do Baobá é o ponto de partida do Parque Capibaribe, intervenção que pretende mudar a face do Recife por completo até 2037, quando nossa cidade completa 500 anos. Sob a bênção dos baobás.

Leia também:
Do Jardim do Baobá às “flores raras”
Plantas morrem à míngua no Jardim do Baobá: verde, só a vegetação nativa
O Caminhar e o Jardim do Baobá
Bem viver discutido no Jardim do Baobá
Jardim do Baobá está detonado

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.