O Recife e os porcalhões (3)

Nada como andar. E como gosto. Mas em plena Semana do Caminhar, olhem só o que eu encontrei pela frente, na calçada da Rua Jerônimo de Albuquerque, em Casa Forte. O lixo tem que estar acondicionado em sacos plásticos. E sem impedir o caminho dos pedestres.

Estava caminhando em direção à Estrada do Encanamento, quando me defrontei com esse  pacote. Na minha frente, pelo menos umas quatro pessoas desceram, para disputar espaço com os carros, em pleno asfalto. Não foi só esse montão de lixo que encontrei em percurso tão pequeno, da Praça de Casa Forte ao Hospital Santa Luzia. Pode um negócio desse? Alô, alô, Emlurb, distribuir só sacolinha plástica a motorista não resolve não. Tem que multar os porcalhões.

Leia também:
O Recife leva “banho” de Salvador no quesito limpeza
Lixo fecha calçadas
Jardim histórico cheio de lixo
BR-101 vira depósito de lixo
O Recife e os porcalhões
O Recife e os porcalhões (1)

Texto e foto: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.