O Recife e os porcalhões (2)

É triste residir em uma cidade onde seus moradores não têm o mínimo de educação doméstica, no que diz respeito ao lixo, comportando-se como verdadeiros porcalhões. E o resultado está aí: nas nossas ruas, esquinas, praças, em bairros sofisticados e populares. O lixo tem em toda parte. Há vias, como a Avenida Conde da Boa Vista, que passa por pelo menos seis varrições por dia, segundo diz a propaganda da Prefeitura. Para combater os indevidos descartes dos porcalhões, a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) começa hoje a distribuição de 35 mil sacolinhas plásticas a motoristas que trafegam pelos principais corredores do Recife.

Espero que não aconteça no asfalto a mesma coisa que a gente vê na praia de Boa Viagem, onde banhistas e ambulantes recebem as sacolinhas e as deixam na areia. E a sujeira termina boiando nas ondas do mar. Um horror. A primeira ação nesse sentido ocorreu entre 19 e 22 de junho desse ano, quando foi distribuída quantidade igual à prevista para a segunda etapa da  campanha. Dezessete pontos foram escolhidos para a ação que, segundo a Emlurb, tem o objetivo de incentivar o descarte correto de lixo produzido pelos motoristas e passageiros no trânsito da cidade.

Cenas como essa,  na Jaqueira, mostram que o trabalho de educação ambiental  precisa ser  amplo e em todos os bairros.

Quem não já viu um bacana de carrão jogando lixo pela janela? Eu já vi de montão. Também já vi ricaços jogando garrafa de uísque escocês no mar, a partir de suas lanchas luxuosas. E gente atirando metralhas em calçadas ocorre em todos os lugares. Então, fiscalização e multas neles. Cadê as punições contra os porcalhões? Tem que haver. Quem diz que lixo é coisa da periferia está enganado. Passem em bairros sofisticados como Boa Viagem, Casa Forte, Graças, Jaqueira.  Tem dia que me defronto com um montão de detritos até nas raízes das árvores da calçada na Rua do Futuro, nas Graças.

Espero que as pessoas se sensibilizem com a iniciativa. As sacolinhas serão entregues por equipes de arte educadores e agentes socioambientais.“O trabalho de limpeza e desobstrução do sistema de drenagem é realizado diariamente e é fundamental para garantir o bom escoamento das águas da chuva. No entanto, para que tenha resultado, é preciso que a sociedade colabore com a limpeza e a manutenção pública, respeitando, por exemplo, os horários da coleta e não jogando lixo nas ruas”, lembra a Emlurb. Tomara que os  porcalhões – sejam motoristas ou passageiros –  não joguem os saquinhos no chão.

CRONOGRAMA DA AÇÃO:
Dia 07 de agosto (segunda-feira), das 07h às 09h.
Colégio São Luiz / Sinal da Av. Rui Barbosa com a R. Alberto Paiva
Colégio Damas / sinal da Av. Rui Barbosa com Av. Dr. Malaquias
Colégio Vera Cruz / sinal da Av. Agamenon Magalhães com Av. Rui Barbosa
Sinal da Av. Agamenon Magalhães / Spettus (Sentido BV)
Colégio Santa Maria / sinal Av. Dom. Ferreira com R. Ten. João Cícero
Colégio Boa Viagem / sinal Av. Dom. Ferreira com R. Professor José Brandão
Colégio Salesiano / sinal Av. Dom Bosco
Colégio Motivo / sinal canal com Pe. Carapuceiro
Colégio Agnes / Sinal Av. Rui Barbosa com R. Amélia

Dia 08 de agosto (terça-feira) das 07h às 09h
 Av. norte / R. Córrego Bartolomeu
Cais do Apolo / Ponte Buarque de Macedo (Banco do Brasil)
Sinal da Av. Agamenon Magalhães / Av. Rui Barbosa
Sinal da Av. Agamenon Magalhães / Spettus (Sentido BV)
Imbiribeira / sinal com Av. Gen. Mac Arhtur
Av. Antônio de Góes / saída do túnel da Via Mangue
Av. Cruz Cabugá / sinal com Av. Norte
Sinal da Av. Rui Barbosa / Rua Amélia

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Letícia Lins e Luciano Ferreira / Divulgação / PCR

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *