Parem de derrubar árvores (30)

Eu não digo que não tem jeito?  Pelo andar da carruagem, o Recife está se transformando mesmo na capital nacional dos toquinhos. Hoje, foi só fazer um atalho no meu  costumeiro caminho  para encontrar mais uma árvore “assassinada”. Ela padece na Rua Professor Álvaro Lima, bem em frente ao número 55 daquela via, que fica no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife.

Informa sempre a Emlurb que para cada árvore erradicada, duas são plantadas para compensar. Mas nas ruas não é isso que se vê. As árvores são mutiladas e muitas delas não conseguem mais sobreviver. E a gente só vê pedaços de troncos, que mais parecem tamboretes nas calçadas. O #OxeRecife está fazendo uma relação das “vítimas”  da motosserra insana nas ruas, praças e parques do Recife, onde a situação é tão grave que já virou até trabalho universitário, como ocorreu na Universidade Guararapes do Recife.

Essa árvore, na Rua da Alliança, em Apipucos, sofreu tentativa de assassinato, porque tinha cupins. Nunca foi tratada.
Essa árvore sofreu tentativa de assassinato, porque tinha cupins. Nunca foi tratada, e após mutilação tenta renascer.

Em alguns casos, ficam apenas alguns palmos do tronco da árvore, e a planta  começa a brotar. Mas mesmo assim,  voltam a ser atacadas, ficando apenas o pó de serra nas calçadas. Foi o que aconteceu com duas, em ruas como a Avenida Parnamirim e a Desembargador Góis Cavalcanti, ambas na Zona Norte, conforme já foi registrado aqui nesse espaço. Na Rua da Aliança, em Apipucos, uma árvore (essa da foto) foi completamente mutilada no mês de maio, conforme mostramos nesse Blog.

Ela estava com cupins, mas ao invés de ser tratada, teve seu tronco cortado. Na ocasião, funcionários da empresa prestadora de serviço à Prefeitura, informaram que outra máquina viria arrancar o toco, para que outra planta fosse colocada no lugar. Nem vieram, nem o toco foi retirado. Está tentando sobreviver, com os galhinhos brotando, ainda tímidos. Mas até se transformar em árvore de novo, para desempenhar seu papel na natureza, há um longo caminho a percorrer. #ParemDeDerrubarÁrvores.

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.