Não perca “Amanhã” no repeteco Varilux

Pensem em uma notícia boa. O Cinema do Museu exibe, a partir dessa quinta-feira, 14 filmes do aclamado e cada vez mais expandido Festival Varilux. A decisão foi tomada depois da grande demanda durante os dias do evento, com sessões em que houve necessidade até de colocar-se cadeiras extras na plateia. A programação vai até o próximo dia 28, véspera de São Pedro. Muito oportuna, essa iniciativa, porque a safra de bons filmes franceses não chegou para quem quis.

“Resolvemos exibir novamente alguns filmes do Festival para atender aos pedidos do nosso público, uma vez que muitos não tiveram oportunidade de assistir a programação completa”, afirma Ana Farache, Coordenadora do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco. No momento, apenas a unidade de Casa Forte está funcionando, porque a do Derby ainda se encontra em reforma. Entre os filmes reprogramados, encontra-se Frantz (o mais comovente e comentado pelo público) e  Duas Garotas Românticas,  que completa 50 anos em 2017 e é  um clássico no Festival . De quebra, a presença de um ícone do cinema francês, Catherine Deneuve, que atua ao lado da irmã não tão famosa, Françoise Dorléac.

Cinema é lazer e diversão, mas não deixe de cumprir um dever de cidadão, assistindo Amanhã
Cinema é lazer e diversão, mas não deixe de cumprir um dever de cidadão, assistindo Amanhã. Confira na programação.

Agora vai um conselho do #OxeRecife, já que a titular aqui vive de olho nos problemas ambientais e na sustentabilidade do Planeta. Pois todos nós – mortais comuns, professores, estudantes, economistas, ambientalistas e principalmente gestores – deveríamos ter a obrigação cívica de assistir Amanhã. Trata-se de um documentário mostrando como hoje já é amanhã, diante de tantos problemas ambientais provocados por nós mesmos, os homens. Mas o filme traz, também, experiências maravilhosas que garantem um futuro melhor para as populações de diversos continentes. Desde as práticas mais simples – como a disseminação de hortas urbanas em Detroit – até as mais engenhosas, como a produção de energia renovável, com propostas ambiciosas para evitar urgentemente o consumo de petróleo e o agravamento do efeito estufa.

Amanhã enfoca soluções nas áreas da economia, da educação, da agricultura, da política. E sobretudo como o cidadão pode ser sujeito da sua própria história, para melhorar a vida de toda uma comunidade. Há destaque para iniciativas como a reciclagem de quase todo o lixo em San Francisco, nos Estados Unidos (atenção, Recife!). Ou para uma cidade da Índia, onde uma liderança política conseguiu, com participação da comunidade, acabar de fato com o milenar e odioso sistemas de castas daquele país. O filme mostra excelentes escolas europeias, onde alunos têm um currículo escolar expandido que inclui aulas de marcenaria, cozinha, costura, e limpeza doméstica. Ao diretor da escola que foi indagado se havia algum sistema de avaliação de ensino lá – tipo o Ideb brasileiro – o mestre respondeu ; “Não precisamos de avaliação, mas que os alunos aprendam”. Nas terças, professores têm direito a sessões gratuitas no Cinema do Museu. Os que assistiram Amanhã  ficaram tão empolgados com o que viram em Amanhã, que decidiram  voltar ao Cinema do Museu, na próxima quarta-feira. Dessa vez com os alunos.

Texto: Letícia Lins /  #OxeRecife
Foto:  Divulgação

 

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.