Aves cativas ganharão a liberdade

Mais 32 aves silvestres foram resgatadas, durante operação conjunta da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) e Agência Estadual do Meio Ambiente (Cprh). Entre os animais apreendidos, encontra-se um papagaio verdadeiro, espécie ameaçada de extinção. A ação foi nos bairros da Torre e Dois Irmãos, na Zona Norte do Recife. E foi motivada por denúncias de criação ilegal encaminhadas à Ouvidoria da Cprh. Quatro autos de infração  foram lavrados, com  aplicação de R$ 16 mil em multas..

As aves foram levadas hoje ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), que funciona no bairro da Guabiraba. O Cetas pertence à Cprh, e ali os animais serão cuidadas e reabilitadas. Depois, a Cprh os reintroduzirá à natureza, inicialmente em áreas de soltura do estado. Entre as aves apreendidas, há galos de campina, sabiás-laranjeira, canários da terra, azulões, tizius e sanhaçus, além do papagaio-verdadeiro.

Os resgates foram feitos em quatro residências de Dois Irmãos e três da Torre. Durante a ação, também ocorreu uma entrega voluntária, com um morador tomando a iniciativa de entregar um pássaro para o encaminhamento ao Cetas. A criação ilegal de animais silvestres é crime, com multa de R$ 500 por cada animal.  Se for um animal que esteja na lista dos ameaçados de extinção, o valor é de R$ 5 mil por cada. Apesar disso, são muitos os pernambucanos que aprisionam pássaros em gaiolas, somente  pelo capricho de ouvir o seu canto.

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / Cprh

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *