Animais devolvidos à natureza

Coisa boa. Setenta animais silvestres – pássaros, cágados e jiboias – estão sendo soltos, nessa manhã, no Parque Municipal Vasconcelos Sobrinho, que fica em Caruaru, a  130 quilômetros do Recife.  Eles são liberados agora, entre 9h e 11h. Do ato participam alunos da rede municipal de ensino, dentro da programação comemorativa do Mês do Meio Ambiente.

Os bichos foram reabilitados no Centro de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (Cprh). A maior parte é vítima de tráfico. O Cetas fica no bairro da Guabiraba, no Recife, onde os animais recebem cuidados e são preparados para à reintrodução à natureza. O foram recolhidos em operações de fiscalização da própria Agência e de órgãos parceiros, como a Cipoma (Polícia Militar) e brigadas municipais, entre outros. Há alguns que sofreram acidentes ou agressões, e são encaminhados à Cprh) pela própria população.

Não só na capital, mas principalmente no interior, as pessoas têm o costume de manter animais silvestres em cativeiro, principalmente pássaros. Por esse motivo,  na conversa com os estudantes,  gestores da Fauna e da Educação Ambiental da Cprh estão passando informações sobre os cuidados que se deve ter com os animais e o meio ambiente de maneira geral, focando na importância na preservação. O tráfico de animais  silvestres é crime e precisa ser combatido cada vez mais.

Esta cobra está entre os animais que  vêm sendo liberados, neste momento, na cidade de Caruaru.
Esta cobra está entre os animais que vêm sendo liberados, neste momento, na cidade de Caruaru, na Região Agreste.

Esta semana, o #OxeRecife que tem a defesa do ambiente e o amor à natureza como uma de suas marcas, vem dedicando divulgando uma série de posts sobre a situação de nossas matas, dos nossos rios e também de nossa fauna. Estivemos inclusive no município vizinho de Paulista, de onde o nosso Blog recebeu várias denúncias sobre a situação de suas matas nativas. Fiquem de olho nos descartes indevidos em rios e canais, no desmatamento e na erradicação de nossas árvores, aqui no Recife.

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Fotos: Divulgação / Cprh

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.