Cuidado: carros clonados

Clone de carro é lasca… Um cidadão andava em Caruaru – a 130 quilômetros do Recife – quando descobriu que o seu automóvel tinha um clone. Ficou intrigado, já que seus documentos estavam todos legalizados.

O dono do carro branco, com documentação em dia, foi então à Polícia Rodoviária Federal. Ele relatou que ao chegar ao estacionamento da Unidade de Pronto Atendimento (Upa),  naquela cidade, defrontou-se com  um carro igualzinho ao seu, mesmo modelo, mesmo ano, mesma cor e … a mesma marca.

A PRF abordou então o “dono” do clonado, que relatou ter “comprado” o automóvel por R$ 6 mil em um site de compras. Por R$ 6 mil? Vejam só a foto dos dois carros. Ou seja,  muito “inocente”, este rapaz. À PRF, ele justificou que o valor de venda estava reduzido porque havia muitos débitos de licenciamento em aberto.

A informação foi divulgada pela PRF. O suspeito foi detido. E encaminhado à delegacia local, junto com o proprietário do veículo original. É como diz o ditado, tem economia que é a base da porcaria. Mas nesse caso o provérbio adequado parece ser outro. Aquele, segundo o qual o crime não compensa.

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Divulgação / PRF

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *