O sucesso do Mão Molenga

A exposição Mão Molenga – Cenas de uma História fica em cartaz na Galeria Corbiniano Lins, no Sesc Santo Amaro, até o dia 28 de julho. Mas isso não significa que você deve deixar a visita para depois. Vá logo. Leve os filhos, os amigos dos filhos, para que estes levem os netos, e os netos avisem aos netos de outros amigos. A mostra é didática e divertida. Ela conta a trajetória de mais de 30 anos do Mão Molenga Teatro de Bonecos, que tem um acervo de 18 montagens realizadas, com espetáculos encenados nas diversas regiões do Brasil.

Bonecos em exposição no Sesc Santo Amaro mostram a história do Brasil e do Grupo Mão Molenga.
Bonecos em exposição no Sesc Santo Amaro mostram a história do Brasil e do Grupo Mão Molenga, que atua há 31 anos.

O destaque da exposição, no entanto, são os bonecos que foram criados para a série Brasil 500 anos, produzido pela Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), e estrelado pelo Mão Molenga. A série foi exibida entre os anos 1998 e 2003, inicialmente na Tv Escola. E depois terminou chegando à TV aberta. Ela foi dividida em quatro temporadas, com um total de 30 episódios. As temporadas foram Um Novo Mundo, Brasil Colônia, Brasil Império e Brasil República. Foi um trabalho de fôlego, que contou com a criação de nada menos de 800 personagens.

Pois parte desse recorte tão importante de nossa História encontra-se na exposição do Sesc. São 50 bonecos que foram devidamente restaurados. Entre estes, estão Dom Pedro I, Dom Pedro II, a Princesa Leopoldina, Dona Maria I, Zumbi dos Palmares, o abolicionista Joaquim Nabuco, entre muitos outros. O grupo de bonecos, traz, também, personagens fictícios, como a vedete Virgínia, que tem até m cenário para ela. Estive no Sesc, para ver a exposição. Recomendo. Está linda. Boa para adultos, idosos, crianças.

A montagem da exposição sobre o Mão Molenga Teatro de Bonecos agrada a crianças e adultos.
A montagem da exposição sobre o Mão Molenga Teatro de Bonecos agrada a crianças e adultos: longa estrada.

Vejam como a mostra está bem dividida. Começa com a abordagem  bem didática do processo de criação e confecção dos bonecos, em suas diversas etapas, inclusive com os materais utilizados. O passo seguinte vem com os bonecos como objetos de arte, representando diversas etnias e universo de personagens históricos. Há, também, uma linha com exibição dos figurinos, do período colonial até o Brasil de hoje. Uma graça. Uma terceira parte coloca o visitante em contato com os bonecos em atuação (através de vídeos). No final, o registro dos profissionais envolvidos na execução da série, inclusive os que atuaram como dubladores, como o hoje global Irandhir Santos. De parabéns o Sesc, o Funcultura e o grupo que faz o Mão Molenga – Fábio Caio, Fátima Caio, Marcondes Lima e Carla Denise. O quarteto integra o grupo desde a sua fundação, em 1986. Viva eles.

Serviço:
Exposição Mão Molenga – Cenas de uma História
Visitação: De segunda a sexta, das 9h às 17h, até 28 de julho

Onde: Galeria Corbiniano Lins, Sesc Santo Amaro, Rua Treze de Maio, 455, Santo Amaro.

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *