“Sangue Negro” e boa música

Depois de um dia de intensa mobilização, devido à greve geral, nada como uma pausa para relaxar ouvindo música.  E se há possibilidade de fazer isso de graça, melhor ainda. Uma boa opção é o show Sangue Negro, que acontece a partir das 19h30m, no Conservatório Pernambucano de Música.
O recital será conduzido pelo pianista Amaro Freitas ao lado do baixista Jean Elton e do baterista Hugo Medeiros.

Além de Trio, a apresentação inclui Eliudo Souza saxofone), Fabinho  Costa (trompete) e Henrique Albino (flauta). O concerto traz um jazz permeado por sonoridades como bebop, Afrojazz, Samba, Frevo e Balada. O auditório tem capacidade para cem pessoas. O Amaro de Freitas Trio foi o vencedor do Prêmio Mimo Instrumental de 2016. E Sangue Negro figurou entre os principais lançamentos de jazz do ano.

O disco de estreia do pianista tem seis canções autorais, e promove reconstrução do jazz com sotaques de frevo, samba e música afro, segundo a assessoria do Trio. O show de hoje à noite terá 60 minutos com produções próprias, mas os músicos incursionarão por Solar, de Miles Davis. A apresentação faz parte da turnê de lançamento do CD Sangue Negro, que começou em Fortaleza.  Até Agosto, os músicos se apresentam em Santa Catarina e no Rio de Janeiro. Amaro de Freitas nasceu em 1991, no Recife. E é considerado um dos destaques da cena instrumental pernambucana. O Recife tem sido brindado com uma boa safra de concertos gratuitos. Que bom. Estão aí a Orquestra Sinfônica e a Banda Sinfônica que não nos deixam mentir.

Serviço:

Show Sangue Negro no Conservatório Pernambucano de Música
Onde: Auditório Cussy de Almeida, Avenida João de Barros, 594, Santo Amaro
Horário: 19h30m
Quanto: Gratuito
Participações especiais: Eliudo Souza, do trompetista Fabinho Costa e de Henrique Albino no sopro
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre
Capacidade – 100 pessoas
FICHA TÉCNICA: Direção Geral: Amaro Freitas, Direção Artística: Amaro Freitas, Produção Executiva: Fabricio Amaral (Caatinga Criativa), Apresentação: Amaro Freitas (Piano), Hugo Medeiros (Bateria), Jean Elton (Baixista)

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife
Foto: Rafael Medeiros / Divulgação

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *