Gaviões feridos a bala

A maldade humana não tem mesmo limite. Como se não bastasse o aprisionamento das aves – tem gente que adora vê-las nas gaiolas – ainda há quem tente matá-las. E a tiros. Foi o que aconteceu nessa quarta-feira, aqui no Recife, quando dois gaviões carijós (Rupornis magnitostris) sofreram tentativas de “assassinato”.

Ambos foram atingidos com tiros de espinagarda, provavelmente do tipo soca-soca. Essas pessoas esquecem que o bichinho, apesar de bravo, é super importante para o controle biológico. Ou seja, tem papel destacado na natureza, porque se alimenta de pequenos animais, inclusive de ratos, que tanto estrago causam à saúde das pessoas. As aves foram encontradas feridas em dois locais diferentes: Sucupira, em Jaboatão dos Guararapes, cidade vizinha ao Recife. E no bairro da Várzea, Zona Oeste da nossa capital.

Felizmente, os moradores das duas localidades tiveram pena das aves e acionaram a Cprh. Uma pesa 210 gramas, e a outra 176. O gavião mais pesado teve fratura na asa esquerda, provocada pelo disparo. O segundo foi atingido na asa e na perna esquerdas. O gavião encontrado na Várzea foi resgatado por moradores, que o levaram à casa do gesseiro Paulo Ribeiro, que é conhecido por gostar de animais. Imediatamente ele levou o gavião para a Cprh. Lindo gesto, do gesseiro.  Os gaviões foram atendidos por profissionais do Cetas Tangara, estão sendo avaliados e serão monitorados diariamente. Daqui a um mês,  os profissionais saberão se as aves vão precisar de cirurgia. O #OxeRecife torce para que eles não precisem de bisturi. Depois, para a alegria deles e de todos nós, vão ser reintroduzidos à natureza.

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife

Foto: Daniele Souza/ Divulgação / Cprh

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.