Mudas substituem toquinhos

A Emlurb (Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife) afirma que 30 por cento das mudas implantadas nas ruas do Recife não sobrevivem. Grande parte delas é vítima de vandalismo. Mas acredito que outra parte morre por falta de cuidado mesmo. Ou então, porque são colocadas, ainda muito jovens, em canteiros públicos, sem a rega devida e sem cercas de proteção. Árvore criança é feito bebê, precisa de atenção maior, não cresce sozinha, principalmente em centros urbanos com excesso de sol.

Prefeitura começa a substituir toquinhos de árvores "assassinadas" com mudas de sobrevivência duvidosa.
Prefeitura começa a substituir toquinhos de árvores “assassinadas” com mudas de sobrevivência duvidosa.

Em todo caso, é melhor tentar do que se omitir. De três canteiros ocupados por tocos daquilo que um dia foram árvores, vítimas da motosserra insana, dois ganharam plantinhas na Rua do Futuro. As mudas, no entanto, parecem raquíticas demais. Será que vão crescer? Até que alcancem toda a capacidade de oxigênio que uma árvore tem condições de repor na natureza, muito tempo vai passar. Vamos aguardar. As duas mudas estão na calçada do Parque da Jaqueira.

Mas hoje vi tantos canteiros vazios, na retomada – ainda que devagar – das minhas caminhadas  (estive com o pé imobilizado por mais de um mês, para os que não lembram). Pois andando na mesma calçada, ainda me deparei com um toquinho, ex-árvore vítima de “assassinato”. E também com uma árvore sufocada por metralhas que sobraram, adivinhem de quê. Do conserto de uma calçada. Então… Quem deixou lá? Não fui eu, nem você,  nem o seu vizinho, nem algum morador daquela rua.-

Texto e fotos: Letícia Lins / #OxeRecife

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.