Parem de derrubar árvores (9)

Coisa linda, esse pátio da Escola de Referência do Ensino Médio Cândido Duarte, eu fica no bairro de Apipucos, Zona Norte do Recife. As palmeiras, escondidas no fundo do Colégio, praticamente não são observadas por quem passa na rua. Ainda bem que o terreno é interno, e, portanto, não tem perigo da motosserra insana da Prefeitura passar lá. Vejam que beleza, que harmonia, um lugar com plantas.

Hoje recebi mais uma denúncia contra o “genocídio” oficial que se observa nas ruas do Recife. A foto foi enviada pelo amigo Fernando Batista, amante das árvores e da natureza, e o maior semeador de baobás do Brasil. Tantas foram as mudas do embodeiro sagrado que ele já disseminou pelo país, que até já perdeu as contas. Só na Bahia já são mais de 20 baobás plantados, e algumas já passaram da adolescência. Pois hoje ia ele andando pelo bairro de Santo Amaro, quando se deparou com a cena que está se tornando comum no Recife.

Leitor Fernando Batista envia fotos de mais duas mutilações, em Santo Amaro.
Leitor Fernando Batista envia fotos de mais duas mutilações, em Santo Amaro, na Rua Afonso Pena: lógica perversa

“Letícia, tinha um toco no meu caminho, quando passei pela Rua Afonso Pena, essa manhã”, e enviou a prova do “crime”. Só que o toco não era um, mas dois, um junto do outro, na mesma calçada. Faço um apelo, mais uma vez, ao Ministério Público para que tome providência. Essa matança indiscriminada de nossas árvores nunca foi tão grande e precisa parar. Leitora Erivânia Alves Neves da Fonseca envia mensagem informando mais uma destruída. Ela só não esclarece se o “assassinato” foi em área pública. “No Edifício Duquesa da Polônia, que fica ao lado da Igreja Santa Edwiges, primeiro podaram os galhos. Depois, colocaram algum tipo de veneno. Depois derrubaram a árvore Observação: a árvore era sadia”. Pelo que se observa, a moda está  pegando.

A população precisa se mobilizar contra isso. Muitas das árvores que estão tombando, condenadas pelo poder público, foram corroídas por cupins, porque não receberam tratamento adequado no prazo necessário. Aqui perto da minha casa, por exemplo, depois de muito apelar à Emlurb, terminei desistindo e contratei uma empresa particular para combater os cupins de três  acácias no meio da rua. Pois as árvore adoeceram de novo. E os pedidos para tratar delas até agora não foram atendidos, apesar dos apelos da população. O tempo passa, a situação vai piorar, e quando menos se espera, chega a motosserra. Ai, Meu Deus….

Leia mais:

Parem de derrubar árvores (6)

Parem de derrubar árvores (5)

Parem de derrubar árvores (4)

Parem de derrubar árvores (3)

Parem de derrubar árvores (2)

Parem de derrubar árvores (1)

Parem de derrubar árvores

Árvore adulta tomba na Zona Norte. Falta de manutenção?

Quatro mil árvores eliminadas no Recife?

O Recife ganha mais um baobá

Escola Cândido Duarte luta contra racismo ambiental

Texto: Letícia Lins / #OxeRecife

Fotos: Letícia Lins e do leitor (Fernando Batista)

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.