Onça bebê é resgatada no Sertão

Quatro meses depois de resgatar um filhote de onça parda (Suçuarana Puma Concolor), em Serrita – a 544 quilômetros do Recife – a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) recebeu, hoje, mais um filhote da mesma espécie. Dessa vez encontrado em Exu, a 144 quilômetros do local onde foi achada a primeira. O  bebê deve ter não mais de 20 dias. Ele virá para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas Tangara), da CPRH, onde receberá cuidados e será preparado para, posteriormente, ser reintroduzido à natureza.

A área onde o bichinho foi encontrado, fica próximo à divisa entre Pernambuco e Ceará.  Por ser  um bebezinho – coisinha linda…. –  e pesar aproximadamente 300 gramas, ainda não se sabe se o filhote é macho ou fêmea. Ele foi encontrado por agricultores sertanejos junto com outro filhote. Segundo a CPRH, nada se sabe sobre a onça mãe, que não foi vista. Após o resgate, os dois filhotes chegaram a ser cuidados durante uma semana, na casa de um agricultor, mas um deles não sobreviveu. O outro foi, então, entregue à Polícia Militar Ambiental, na cidade do Crato (Ceará).

O município cearense, contudo, não foi a última parada do esforço para garantir a sobrevivência da pequena onça (ainda sem nome). Ela recebeu tratamento médico veterinário, mas a Polícia Militar Ambiental do Ceará não possui, no Crato, Centro de Triagem de Animais Silvestres. Por meio de contatos telefônicos, soube-se então que biólogos da CPRH estavam na região, desde o início da semana, em trabalho de monitoramento de áreas de solturas do Sertão pernambucano. Contato feito, foi combinada a entrega, realizada nesta quinta em Exu. Na próxima terça (17), o filhote chega ao Recife para ser o mais novo visitante do Cetas Tangara.

(Texto: Letícia Lins / #OxeRecife)

Foto: CPRH/ Divulgação

Acesse sempre o oxerecife.com.br, um blog a serviço da cidade e sua gente.

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.