“Olha, Recife!”, entre o passado e a modernidade no próximo domingo

 

Esse final de semana tem mais uma edição do “Olha! Recife”, passeio gratuito,  realizado pela Secretaria de Turismo e Lazer do Recife. As saídas – a pé ou de bicicleta – no entanto, só ocorrerão no domingo. E segundo a Prefeitura, a programação  não vai deixar  que ninguém perca a hora. É que parte do roteiro será dedicado a antigos relógios que marcam a paisagem da cidade, no topo de torres, prédios e fachadas antigas. O roteiro a pé contemplará relógios públicos, marcas de um Recife, que não tinha tanta pressa quanto hoje.

Os relógios pautavam compromissos, e badalavam a cada acontecimento na cidade, como a chegada de um navio, de um visitante ilustre, ou mesmo a saída de uma procissão. A caminhada de volta ao tempo sairá da Praça do Arsenal, com destino à Torre Malakoff, passando pela antiga sede do Diário de Pernambuco, Convento Franciscano do Recife, antiga Estação Central, Agência Central dos Correios, Matriz da Boa Vista e Faculdade de Direito. Alguns desses relógios, no entanto, encontram-se sem funcionar, por falta de manutenção.

A outra opção de passeio do fim de semana, o “Olha! Recife”  Pedalando, será dedicada à arquitetura modernista, que utilizava da melhor forma possível os recursos  naturais de iluminação e de ventilação, tão esquecidos pelos arquitetos de hoje em dia.  Foi nessa época que surgiu o conceito de cobogó, recurso replicado em todo o país e exportado para várias partes do mundo, e ainda utilizado no Recife. Tanto que na Capital, ainda hoje,   há até uma fábrica que produz essas peças vazadas, muito oportunas para o nosso clima tropical, porque a brisa corre através delas. A pedalada começará às 9h, pela Rua do Bom Jesus, cujas fachadas denunciam prenúncios modernistas. De lá, segue para os armazéns do Marco Zero, antiga sede do Bandepe (atualmente Porto Digital), criada por Acácio Gil Borsoi, e agência central do Banco do Brasil.

No Bairro de Santo Antônio, o grupo do pedal visita a agência Marrocos da Caixa Econômica. O nome Marrocos deve-se a um teatro de revista, que funcionou ali até a década de 60. O resto do roteiro inclui a Secretaria da Fazenda, os edifícios JK, Independência, Santo Antônio, Brasilar e AIP, na Dantas Barreto, o conjunto da Avenida Guararapes e o edifício Duarte Coelho. Na Boa Vista, completam o roteiro edifícios como o Barão do Rio Branco e o Walfrido Antunes. O roteiro encerra no Derby, no antigo Pavilhão de Óbitos. Os passeios a pé e de bicicleta são gratuitos e acompanhados por guias de turismo. Para participar, é necessário fazer a inscrição nesta sexta, no site www.olharecife.com.br.  As inscrições, como ocorre todos os finais de semana, foram abertas a partir das 9h. No domingo, os inscritos deverão levar um quilo de alimento não perecível para ser doado a instituições de caridade.

Programação

Olha! Recife a Pé

Tema: Antigos relógios do Recife

Quando: Domingo (4), às 9h

Saída: Praça do Arsenal – Posto de Informações Turísticas

 

Olha! Recife Pedalando

Tema: Além do apenas moderno

Quando: Domingo (4), às 9h

Saída: Praça do Arsenal – Posto de Informações Turísticas

(Foto: Letícia Lins / #OxeRecife)

Compartilhe

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *