Chegou OxeRecife, um blog a serviço da cidade e de sua gente

Pois é, estou de volta ao cotidiano da nossa cidade. Um Recife tão lindo, e tão castigado. Basta andar pelas ruas, para observar nossas calçadas esburacadas, nossas árvores decepadas ou atacadas de cupins, nossas praças de gramados arrasados, e o lixo em todos os lugares. Isso sem falar no Capibaribe, o nosso “cão sem plumas”, no dizer do poeta João Cabral de Melo Neto. O rio está cada dia mais sufocado, seja pela poluição, seja pela especulação imobiliária. Nosso blog, o #OxeRecife se propõe justamente a dissecar as veias da capital, mostrando seus coágulos, as demandas e as de sua gente.

O rio, como vocês observam, resiste bravamente à invasão dos prédios, às suas margens. Também enfrenta o despejo de indústrias e, principalmente, de esgotos domésticos, já que só 37 por cento da capital possui saneamento básico. Mas está lá, com o que sobra dos seus manguezais, peixes, moluscos e crustáceos. E ainda tem quem viva dele. É nosso símbolo maior de resistência. Foi em nome dessa resistência e do sentido de comunidade, que resolvi escolher um outro símbolo dela para a foto do meu perfil no blog. Não sei se vocês perceberam, mas quem está aí do meu lado é ninguém menos que um baobá ainda adolescente, mas um baobá.

E porque escolhi associar o blog a essa árvore mágica, sagrada e lendária? Porque o Recife é simplesmente a cidade dos baobás. Pelo menos é o que diz um dos maiores especialistas do mundo no assunto, o Professor John Rashford, da Universidade de Charleston, nos Estados Unidos. Para outro estudioso da árvore, Fernando Batista, cada baobá do Recife tem sua história. Para mim, ela é uma árvore também aglutinadora. Quer comprovar? Passe então no Jardim do Baobá, em um sábado ou um domingo, na Ponte D´Uchoa, para atestar. Um abraço para todos, e peço que divulguem o blog #OxeRecife. Sejam sempre bem-vindos ao #OxeRecife, o mais novo porta-voz da comunidade.

Informações vocês podem enviar para contato@oxerecife.com.br ou leticialins@uol.com.br.

(Foto: Hans Von Manteuffel/  Especial para #OxeRecife)

Compartilhe

19 comentários

  1. Que felicidade. Estarei – como sempre estive – atento as coisas do Recife. Agora, o Recife vai falar alto e fazer justas reclamações. Viva Letícia Lins. Beijos e sucesso minha queridíssima amiga.

  2. Boa iniciativa Leticia, sugiro que além de mostrar e cobrar os problemas que existem na cidade, crie também um canal de encaminhamentos dos problemas junto a Prefeitura, para inclusive podermos saber do que vai ser feito para soluções concretas. Gostaria também de saber se vai ter espaço para publicar fotos e notas de coisas bonitas e legais para os recifenses?

  3. Saudações #OxeRecife.

    Como boas vindas um textinho sobre nossa cidade;

    Aos nascidos e criados no Recife.
    Cidade onde o que era fedor hoje é buraco.
    Onde se tropeça em farmácias a cada esquina (aliás, tropeço aqui se chama calçada).
    Onde os fios dos postes são mais perigosos que o bandido.
    Nessa Veneza vivemos a vida pela tela do celular.
    Bebemos nos bares.
    Envelhecemos nos shoppings.
    Criamos nossos pirráias em prédios e andamos de bike.
    Mas só aos domingos.
    Atualizamos a leitura no trânsito.
    Suportamos o calor apesar de perder a praia para o tubarão e seguimos adoradores do Frevo.
    Mesmo ele andando de bengala.
    Dividimos a cidade entre BV e ZN.
    As estações em Hellcife e Raincife.
    Tomamos mais whisky que chopp e para nós tudo que é do bom vira massa.
    Amamos com bairrismo: Manuel Bandeira, João Cabral, Alceu, Gilberto Freyre, Capiba, Brennand, Naná, Ariano, Nabuco, Regi Rossi, Samico, Josué de Castro, Luiz Gonzaga…
    E odiamos Romero Britto
    Por fim,
    Claro que o Galo da Madrugada é o maior bloco do mundo.
    Chico Science é universal e aprendam:
    Bolo de rolo não é rocambole.
    Cidade é invenção.
    Seja local para ser global.

    Marcelo Simões

  4. Fico feliz com o blog Oxe Recife, estamos precisando de um canal para comentar as coisas de Recife.
    Vamos olhar para o Aeroclube ( terreno) para termos um parque de verdade nesta cidade de concreto!
    Como somos muitos, conto com todos nesta luta, do último terreno público que restou em Recife.
    Obrigado.
    Abcs em todos
    Carlos Pragana

  5. Parabéns, Letícia, pela iniciativa de criar esse blog! Excelente espaço para tratar sobre as mazelas da cidade, sob a sua tutela competente!
    Vamos divulgar!
    Um presente para o Recife!
    Beijos,
    Anita

  6. Muito legal. Estava observando o Rio Capibaribe está semana de passagem no ônibus , como todos os dias e pensei como este rio ainda está vivo? O Rio Capibaribe é um sobrevivente teimoso que ama essa terra chamada Recife , assim como nós. Parabéns. Amei.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *